Velocistas voltam ao Brasil e comemoram bons treinos em Portugal | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Velocistas voltam ao Brasil e comemoram bons treinos em Portugal

Grupo de atletas em Rio Maior  / Foto: Divulgação CBAt

São Paulo - Com exceção de Alison Santos (400 m com barreiras) e do treinador Felipe de Siqueira, que ficaram em Portugal, o primeiro grupo do atletismo que participou do Camping Internacional Caixa de Treinamento Missão Europa, do Comitê Olímpico do Brasil, já retornou da cidade de Rio Maior. A oportunidade deu a largada para a retomada dos atletas na preparação rumo aos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021.
 
Na primeira turma, que embarcou no dia 18 de agosto, estavam o velocistas, integrantes também dos revezamentos 4x100 m: Derick Souza, Aldemir Gomes Junior, Jorge Henrique Vides, Paulo André de Oliveira e Rodrigo Nascimento, no masculino. No feminino, treinaram em Portugal Andressa Moreira Fidelis, Franciela Krasuck, Lorraine Martins e Rosangela Santos.
 
O 4x100 m masculino está qualificado para a Olimpíada, assim como Paulo André nos 100 m e Aldemir Gomes nos 200 m. O 4x100 m feminino tem boas chances de qualificação no Campeonato Mundial de Revezamentos de 2021.
 
“Foi um período muito bom de treinos. Fizemos também avaliações dos atletas com o pessoal do laboratório olímpico do COB e treinos de habilidades gerais com bastões. O grupo estava bem heterogêneo em relação à preparação dos atletas, pois alguns estavam treinando de maneira improvisada em seus Estados”, comentou o técnico Felipe de Siqueira, do Pinheiros e da seleção brasileira de revezamento 4x100 m, campeã mundial em Yokohama, no Japão, e quarta colocada no Mundial de Doha, no Catar, em 2019.
 
“Essa parceria entre o COB e a CBAt é muito importante para o desenvolvimento do trabalho da equipe. Foi bom reencontrar o grupo todo pela primeira vez neste ano”, completou Felipe.
 
Para o Rodrigo Nascimento (ADPA-MA), o período foi muito proveitoso. “Conseguimos treinar e matar a saudade do grupo. Temos uma equipe forte, que tem tudo para brigar pelo pódio olímpico e foi ótimo recomeçar o trabalho, depois de tantos problemas causados pela pandemia”, lembrou o catarinense de Itajaí, de 25 anos. Vitor Hugo dos Santos (APDA-MA) ficou no Brasil treinando com Victor Fernandes.
 
A treinadora Vania Maria Valentino da Silva, que orienta Ademir Gomes Junior (Pinheiros), tricampeão brasileiro dos 200 m, concorda com Rodrigo. “Foi um alívio treinar em Portugal por um mês. Demos um tempo no estresse causado pelas prevenções da COVID, da dengue, do sarampo. Foi muito positivo”, disse Vania. “Os treinos individuais e em grupo, assim como as avaliações realizadas, foram muito importantes. Saímos do Brasil com um planejamento de trabalho, que foi bem-sucedido.”
 
Mesmo sem Vitória Rosa (Pinheiros), que ficou treinando no Brasil com Katsuhico Nakaya, as atletas também fizeram preparação individual e em grupo, orientadas por Carlos Alberto Cavalheiro, treinador com registro número 1 da CBAt, responsável pelo atletismo no Comitê Olímpico do Brasil e coordenador geral do camping.
 
“O camping foi ótimo, conseguimos fazer tudo o que foi proposto”, comentou a carioca Lorraine Martins (Pinheiros), de apenas 20 anos, que integrou em 2019 a equipe campeã nos Jogos Pan-Americanos de Lima e a quarta colocada no Mundial de Revezamentos de Yokohama, no Japão. “Pudemos voltar para a pista, com toda a estrutura necessária.”
 
O Camping Internacional Caixa de Treinamento Missão Europa/COB integra o Programa Caixa de Campings de Treinamentos Nacionais e Internacionais.
 
Veja Também: 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook