Brasil quer medalhas em Concurso Completo de Equitação em Guadalajara

O cavaleiro Serguei Fofanoff, o Guega, é um dos representantes brasileiros no no Concurso Completo de Equitação em Guadalajara / Foto: DivulgaçãoO cavaleiro Serguei Fofanoff, o Guega, é um dos representantes brasileiros no no Concurso Completo de Equitação em Guadalajara / Foto: DivulgaçãoGuadalajara - O Brasil inicia a batalha por uma vaga nos Jogos Olímpicos Londres 2012 no Concurso Completo de Equitação (CCE) nesta sexta-feira, dia 21, quando começa a disputa da modalidade nos Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011. Bronze no Rio 2007, a equipe brasileira estará classificada se repetir este resultado, já que Canadá e Estados Unidos, grandes favoritos, já têm vaga assegurada. Mas o objetivo é ir ainda mais longe e duelar com as duas potências pelos lugares mais altos do pódio.

 No Concurso Completo de Equitação, modalidade que reúne as provas de adestramento, cross country e saltos, as duas melhores equipes da América do Norte e as duas melhores da América Central e do Sul em Guadalajara estarão garantidas em Londres. Além da classificação, Marcio Carvalho, Ruy Leme da Fonseca, Marcelo Tosi, Jesper Martendal e Serguei Fofanoff, o Guega, carregam a responsabilidade de manter a tradição de medalhas do país, que conquistou o ouro em Mar del Plata 1995, a prata em Winnipeg 1999 e o bronze na última edição da competição - além do bronze individual de André Luiz Giovanini em 1995.

"Desde 2008 temos investido na preparação para Guadalajara 2011 e Londres 2012. Contratamos um técnico de renome (o inglês Nick Tuner), que vai ao Brasil quatro vezes ao ano e orienta o trabalho dos atletas que têm condições de participar das seletivas. Cuidamos da parte física de cada cavaleiro, exigindo um índice mínimo de condicionamento, preparo técnico de cada cavalo e a busca pré-estabelecida de resultados para a seleção final. A partir daí, formamos a equipe que disputará o Pan", explicou o chefe de equipe Carlos Bellandi.

A disputa por medalhas tem início com as disputas individual e por equipe de adestramento, nesta sexta-feira, dia 21, a partir das 9h (12h de Brasília). No sábado, dia 22, é a vez do cross country, e no domingo, 23, da disputa do salto definirá o pódio da modalidade. As disputas individuais estão programadas para o Club Hípica, enquanto as provas por equipes serão realizadas no Guadalajara Country Club.

"Nossa expectativa é brigar pela medalha de bronze, mas acreditamos que temos chance de conquistar um resultado até melhor. O terceiro lugar já nos garante a vaga em Londres, um dos nossos principais objetivos", disse Bellandi. "Temos cavaleiros experientes como Serguei Foffanof, primeiro a representar o Brasil em provas no exterior, e Jesper Martendal, o mais novo na equipe, que sofreu uma fratura após um acidente, há três meses, e se recuperou de uma cirurgia a tempo de vir ao Pan. É um exemplo de dedicação e garra", completou. Além de americanos e canadenses, favoritos ao pódio, México, Argentina e Chile são outras forças que podem ameaçar as aspirações do Brasil.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook