Rio 2016: canoagem brasileira entra para historia com prata no C2 1000m

Canoagem histórica / Foto: Alexandre Loureiro/Exemplus/COBCanoagem histórica / Foto: Alexandre Loureiro/Exemplus/COB

Rio de Janeiro - As marcas da canoagem velocidade brasileira nos Jogos Rio 2016 foram históricas. Há um ano, no dia 20 de agosto de 2016, a modalidade que nunca havia conquistado uma medalha olímpica, ficou com a medalha de prata no C2 1000m com Erlon Souza e Isaquias Queiroz, que se tornou assim o primeiro brasileiro a conquistar três medalhas em uma mesma edição dos Jogos. Isaquias também foi bronze no C1 200m e prata no C1 1000m.
 
Na final do C2 1000m, a dupla baiana formada por Isaquias e Erlon empolgou o público no Estádio de Remo da Lagoa e encerrou a disputa com o tempo de 3m44s819, atrás dos alemães Sebastian Brendel e Jan Vandrey, com 3m43s912. O bronze ficou com os ucranianos Dmytro Ianchuk e Taras Mishchuk (3m45s949). Isaquias e Erlon lideraram a prova até os últimos 200 metros, quando foram ultrapassados pelos alemães.
 
Na época, Isaquias celebrou o fato de ter Erlon ao seu lado na conquista da terceira medalha e o apoio da torcida. “Ele me ajudou muito nesse ciclo olímpico. O ouro não veio na água, mas consegui da torcida. O maior ouro que poderia receber é o carinho dos torcedores”.
 
"Medalha no peito, dever cumprido e agora é celebrar", resumiu Erlon, acrescentando: "quero agradecer a todos os brasileiros por essa torcida maravilhosa. Foi muito importante, na água, ouvir as pessoas gritando o nosso nome, dando força. A gente viu que a cada dia o público foi crescendo na Lagoa e hoje o lugar estava lotado de gente", comemorou Erlon.
 
"Não é fácil carregar uma medalha dessas. Não é fácil dormir e acordar pensando no treinamento. É uma medalha merecida, após quatros anos de muita luta. Não deu para conter as lágrimas porque a gente batalhou muito. Eu me emocionei. Nós brigamos pelo ouro até o final, mas saí da água satisfeito porque fiz o meu papel. Tenho certeza que em Tóquio vamos brigar pelo ouro e ele virá", afirmou Erlon.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook