Maratonista do Sudão faz vaquinha para estar nos Jogos de 2016

Guor espera estar em 2016 competindo pela bandeira de seu país, o Sudão do Sul / Foto: CNNGuor espera estar em 2016 competindo pela bandeira de seu país, o Sudão do Sul / Foto: CNN

Rio de Janeiro - Guor Mading Maker, de 30 anos, é mais um daqueles atletas que fazem de tudo para conseguir mostrar o seu potencial. Na dificuldade de conseguir patrocínio em seu país, o Sudão do Sul, que se tornou independente apenas em 2011, o maratonista criou uma vaquinha na internet para treinar para os Jogos de 2016. 

Guor está fazendo uma campanha de "crowdfunding", ou seja, arrecadação pela internet. A meta é angariar US$ 25 mil em 20 dias. Até agora, o atleta garantiu em torno de US$ 3 mil. 

O objetivo é, com o dinheiro arrecadado, bancar os treinos no Vale de Rift, no Quênia, a 350 km da capital Nairobi. No local há um centro de excelência para maratonistas. 

"Para conquistar as minhas metas, tenho que seguir o programa correto, no ambiente correto e, acima de tudo, ter fundos para financiar os próximos dois anos. Uma pequena doação faz uma grande diferença. Acredito no seu apoio e posso unir o povo do Sudão do Sul através do esporte", pede Guor. 

Em Londres 2012, o atleta surpreendeu o mundo ao competir sob a haste da bandeira olímpica, enquanto seu país ainda não obtinha certificação olímpica. Na maratona olímpica daquele ano, Guor chegou em 47º lugar dentre os 89 competidores que terminaram a prova. 

 

 

 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook