Brasil conquista mais três medalhas e duas vagas para o Rio 2016

Prova de canoagem de velocidade / Foto: DivulgaçãoProva de canoagem de velocidade / Foto: Divulgação

Rio de Janeiro - A Paracanoagem Brasileira segue dando show no Campeonato Mundial de Canoagem Velocidade e Paracanoagem 2015 que acontece até domingo, em Milão, na Itália. Hoje os brasileiros conquistaram mais um ouro e dois bronzes na competição, e de quebra classificaram o Brasil para duas categorias dos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Na Canoagem Velocidade os canoístas brasileiros já se classificaram para duas Finais A com as provas de hoje.

Na Paracanoagem a primeira medalha e vaga paralímpica veio com Fernando “Cowboy” Rufino garantindo o bronze na Final do KL2 Masculino com o tempo de 43.415. O ouro ficou com o austríaco Markus Swoboda (42.542) e a prata com o australiano Curtis McGrath (43.185).
 
“Após a prova conversei com meus treinadores (Thiago Pupo Fonseca e Luiz Gustavo Santos) para ver onde posso melhorar ainda mais. Sei que até os Jogos Rio 2016 ainda tem muita coisa para ser trabalhada e tenho certeza que temos ainda muita coisa para conquistar”, disse Cowboy.
 
Contudo, a Paracanoagem Brasileira queria mais em águas italianas e conquistou duas medalhas numa mesma prova. Luis Carlos Cardoso (50.863) com o ouro e Fernando Fernandes (52.970) com o bronze garantiram mais duas medalhas para o Brasil na categoria KL1 Masculino no Mundial de Milão e também a vaga para o Brasil na categoria para os Jogos Paralímpicos Rio 2016. A prata ficou com o polonês Jakob Tokarz com o tempo de 52.533.
 
Os ouros conquistados por Luis Carlos tanto no VL1 (ontem) quanto no KL1, no mesmo evento, é um feito inédito na história da Paracanoagem Brasileira. Em Milão os seis primeiros colocados nas provas KL1, KL2 e KL3, no masculino e feminino, garantem vaga para seu país para o Rio 2016.
 
Para Carlos Bezerra de Albuquerque, chefe de equipe da Paracanoagem Brasileira, os resultados atingidos em Milão refletem a estrutura e profissionalismo encontrados hoje no Centro de Treinamento da modalidade em São Paulo e o apoio dos patrocinadores que acreditam no esporte. “Sem querer usar clichê, mas missão cumprida. Foi resultado esperado em virtude do trabalho realizado nesses últimos anos e vimos aqui em Milão o crescimento da Paracanoagem em todo o mundo. Somos referência mundial na modalidade e espero um crescimento ainda maior nos próximos anos”, ressaltou.
 
Na Final do VL2 Masculino o brasileiro Luciano Meirelles chegou na 6a posição em prova vencida pela Itália seguida por Rússia e Hungria. Alex Pessoa, outro estreante em Mundiais da Canoagem Brasileira, chegou na 3a colocação da Final B do KL2 Masculino, atrás de canoístas do Uzbequistão e Portugal.
 
Debora Benevides na Final do VL2

A brasileira Debora Benevides disputa nesta sexta-feira (21/08) a final do VL2 Feminino às 15h15.
 
Canoagem Velocidade se classifica para duas Finais A

Além das finais na Paracanoagem também começaram hoje, em Milão, as eliminatórias na Canoagem Velocidade. As primeiras canoístas que se classificaram para a Final A foi a dupla formada por Angela Aparecida da Silva e Andrea de Oliveira com o 2o lugar no C2 500m Feminino. Elas disputam a finalíssima no sábado às 10h26.
 
Isaquias Queiroz mostrou mais uma vez porque é um dos principais canoístas do mundo se classificando para a Final A do C1 200m Masculino, ao chegar em 1o lugar na semifinal 1 da categoria. A finalíssima acontece no sábado às 10h59.
 
Finais B e C

No K1 500m Feminino a brasileira Ana Paula Vergutz chegou em 6o lugar na semifinal 2 e se classificou para a Final C da categoria, marcada para sábado às 8h41.
 
Já a dupla do C2 500m Masculino com Erlon Souza e Ronilson Oliveira se classificou para a Final B da categoria ao chegar em 5o lugar na semifinal 1. A Final B acontece sábado às 8h35.
 
No K2 200m Masculino, o barco formado por Gilvan Ribeiro e Hans Mallmann se classificou para a Final B ao chegar em 4o lugar da semifinal 3. A Final B da categoria acontece às 9h33 de sábado.
 
Demais resultados do dia

No K1 1000m Masculino, o brasileiro Hans Mallmann enfrentou fortes adversários em sua eliminatória e com o 7o lugar na prova não conseguiu passar para a semifinal da categoria. Na semifinal 2 do C1 1000m Masculino, Nivalter Santos chegou na 8a posição e com esta colocação não conseguiu avançar para as finais.
 
A equipe brasileira que disputa o Campeonato Mundial de Canoagem Velocidade e Paracanoagem 2015, em Milão, na Itália, tem apoio do BNDES – patrocinador oficial da Canoagem Brasileira, GE (General Electric), Comitê Olímpico do Brasil, Comitê Paralímpico Brasileiro, Ministério do Esporte por meio da Lei de Incentivo ao Esporte e Seguros Unimed.
 
Seleção de Canoagem Velocidade

Nivalter Santos de Jesus
Erlon de Souza Silva
Ronilson Matias de Oliveira
Isaquias Queiroz dos Santos
Celso Dias de Oliveira Junior
Gilvan Bittencourt Ribeiro
Edson Isaias Freitas da Silva
Roberto Maehler
Vagner Souta Junior
Hans Mallmann
Ana Paula Vergutz
Andrea Santos de Oliveira
Angela Aparecida Elias da Silva
Valdenice Conceição do Nascimento
 
Seleção de Paracanoagem

Luciano da Silva Meirelles
Fernando Fernandes de Pádua
Caio Ribeiro de Carvalho
Fernando Rufino de Paulo
Alex Sandro Correa Pessoa
Vander Rogerio Pereira de Lima
Luis Carlos Cardoso
Andrea Pontes e Silva
Debora Raiza Ribeiro Benevides
Aline Souza Lopes
Mari Santilli


Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook