Brasileiras não se classificam no atletismo

Provas de salto triplo e 400m não terão finalistas do Brasil/ Foto: DivulgaçãoProvas de salto triplo e 400m não terão finalistas do Brasil/ Foto: Divulgação

Londres- O Brasil não conquistou bons resultados na primeira manhã de atletismo no Estádio Olímpico de Londres, nesta sexta-feira, 3 de agosto. Nas duas eliminatórias em que participaram, as atletas brasileiras não alcançaram a vaga para a final. No salto triplo, Keila Costa saltou 13m84 e ficou com a 20ª posição. Geisa Coutinho e Joelma Sousa, as representantes brasileiras nos 400m, também não passaram pela primeira fase. Joelma correu a distância em 52s69 e terminou a competição em 28º lugar; Geisa foi a 32ª colocada, com 53s43. 
 
Primeira brasileira a entrar na pista do Estádio Olímpico de Londres, a saltadora Keila Costa não conseguiu cumprir o objetivo de conseguir uma vaga na final. Depois de queimar a primeira tentativa, a brasileira fez o primeiro salto válido em 13m69. Na última chance, cravou 13m84 e ficou com o vigésimo lugar – para chegar à final, era necessário estar entre as doze primeiras: 14m16 foi a marca da última finalista.
 
Na prova dos 400m, Geisa entrou logo na primeira eliminatória e ficou com a quinta posição na pista – 32ª no geral; até Joelma correr na sexta eliminatória, uma repentina pancada de chuva encharcou a pista do Estádio Olímpico. A corredora brasileira imprimiu um ritmo forte na primeira metade da corrida, mas não conseguiu defender uma boa posição nos 150 metros finais. Terminou a disputa em quarto – 28º no geral.
 
À saída da prova, as duas enalteceram a importância da estreia e lembraram que a principal missão delas é colocar o revezamento brasileiro nos 4x400 na final olímpica – o país tem hoje o nono melhor tempo do mundo. “Foi bom correr logo aqui para entrar no clima da competição. A adrenalina é grande quando você vê o estádio lotado. Tenho certeza que o nosso revezamento fará o máximo por um lugar na final”, afirmou Geisa, que luta contra uma lesão no tornozelo esquerdo há um ano. Já Joelma lamentou a largada ruim. “Saí fraca do bloco, faltou ter mais embalo no início”, disse. “Tive muita persistência, passei por muitos problemas para chegar onde cheguei e fico muito feliz de estar nos Jogos”, ressaltou.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook