Brasil mantém a hegemonia no Sul-Americano de Assunção | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Brasil mantém a hegemonia no Sul-Americano de Assunção

Equipe conquista os títulos nas categorias geral, masculina e feminina / Foto: Wagner Carmo/CBAt

Paraguai - O Brasil manteve a hegemonia no Campeonato Sul-Americano Adulto de Atletismo, encerrado neste domingo (dia 25), no Estádio Comitê Olímpico Paraguaio, em Assunção. A equipe foi campeã na classificação geral (352 pontos), na masculina (164) e na feminina (188), com uma campanha bem consistente.
 
A Colômbia confirma a sua condição de segunda força no continente, terminando na segunda colocação, com 259 pontos, sendo 134 no masculino e 125 no feminino, seguida da Argentina, com 160 pontos (97 entre os homens e 63 entre as mulheres).
 
No quadro geral de medalhas, o Brasil também terminou em primeiro lugar, com 36 conquistas. Foram 17 de ouro, 12 de prata e sete de bronze. A Colômbia levou 30 medalhas, sendo nove ouros, 17 pratas e nove bronzes.
 
No último dia de competições, a Seleção Brasileira conquistou neste domingo mais cinco medalhas de ouro, três de prata e duas de bronze. Geisa Arcanjo venceu o arremesso do peso, com 18,06 m, superando mais uma vez o índice para o Mundial de Londres, que é de 17,75 m. A colombiana Sandra Milena Lemos ficou em segundo lugar, com 17,30 m, seguida da brasileira Livia Avancini, com 16,75 m, medalha de bronze.
 
Nos 200 m, Vitória Rosa foi a campeã com 22.67, tempo abaixo do índice exigido para Londres, mas com vento acima do permitido (2.8). De qualquer forma, a velocista carioca já está qualificada para o Mundial. A equatoriana Angela Tenório ficou em segundo lugar, com 22.90.
 
As outras medalhas de ouro deste domingo foram alcançadas por Tamara Alexandrino no heptatlo, com 5.667 pontos, pela equipe de revezamento 4x400 m feminino formada por Jailma Lima, Jessica Roberti, Jessica Gonzaga dos Santos e Geisa Coutinho, com 3:33.00, e no lançamento do martelo por Wagner Domingos, com 73,79 m. Allan Wolski, também brasileiro, terminou com o bronze, com 71,38 m.
 
A Seleção Brasileira comemorou ainda neste último dia de evento as medalhas de prata nos 5.000 m, com Ederson Pereira, com 13:59.20 (o vencedor foi chileno Victor Aravena, com 13:57.45); no salto triplo com Mateus de Sá, com 16,70 m, com vento favorável de 3.9 (o campeão foi Miguel van Assen, do Suriname, com 16,94 m e vento de 2.0 m/s); e no revezamento 4x400 m masculino, com a equipe formada por Bruno Lins, Alexander Russo, Hugo Balduino e Lucas Carvalho, com 3:07.32 (o ouro foi para a Colômbia, com 3:05.02).
 
No salto em altura feminino. Julia Cristina dos Santos terminou com a medalha de bronze, com 1,79 m. A vitória ficou com a colombiana Maria Fernanda Murillo, com 1,82 m, mesma marca da segunda colocada, a uruguaia Lorena Aires.
 
Em 50 edições, completadas agora em Assunção, o Brasil venceu a 31ª no masculino, sendo a 23ª consecutiva. No feminino, foram realizadas 39 competições na história, sendo que a Seleção também ganhou 31. Esta foi a 24ª conquista consecutiva das meninas.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook