Thiago Resende indicado para o Vivência Olímpica em Paris 2024

Thiago Resende indicado para o Vivência Olímpica em Paris 2024  / Foto: Monica RF/CBAt

Bragança Paulista - O jovem Thiago Resende Ornelas dos Santos (AETA - Atletismo Taubaté-SP), de 20 anos, foi indicado para integrar o programa Vivência Olímpica do Comitê Olímpico do Brasil (COB) nos Jogos Olímpicos Paris 2024. A relação dos atletas comtemplados foi anunciada neste sábado (6/7), há 20 dias do início dos Jogos. Doze selecionados de diferentes modalidades - jovens com potencial de participação em futuras edições dos Jogos - foram selecionados.
 
Além de Thiago Resende, do atletismo, estão no programa: Ryan Kainalo, do surfe, Taiane Justino, levamento de pesos, Lucas Fonseca, vela, Celine Bispo, natação, Matheus Melecchi,  águas abertas, Pedro Oliveira, vôlei de praia, Rebeca Lima, boxe, Yuri Guimarães, ginástica artística, Júlia Kudiess, vôlei, Kaillany Cardoso, judô, e Isabelle Estevez, tiro com arco. Os jovens vão vivenciar o clima olímpico com visitas à Vila dos atletas e instalações do Time Brasil, acompanhando as competições, palestras e bate-papos com embaixadores, atletas e treinadores.
 
Os atletas do Vivência Olímpica serão acompanhados por gestores da área de Ciência e Desenvolvimento Esportivo do COB. O primeiro grupo ficará em Paris de 27 de julho a 1 de agosto e o segundo de 2 a 7 de agosto.
 
Thiago Resende disputa os 110 metros com barreiras, prova que revela atletas no Brasil há algumas gerações. Eduardo de Deus e Raphael Pereira têm índices para os Jogos Olímpicos de Paris 2024 e nada menos do que cinco jovens atletas disputam posição na seleção que vai ao Mundial Sub-20 de Lima, no Peru, em agosto. 
 
Thiago, que treina com Rodrigo Pereira dos Santos, foi semifinalista no Mundial Sub-20 de Cali 2023 e este ano competiu com os atletas da categoria adulta. Conquistou a medalha de prata no Troféu Brasil nos 110 m com barreiras (13.42), no dia 30 de junho, sua melhor marca pessoal; a de bronze no primeiro Grande Prêmio da sua carreira, em Cuiabá (MT), com 13.66 (0.0), e na sequência, a medalha de prata (13.88, -3.0) no GP de Niterói, no Rio, ambos em maio.
 
Veja Também: 
 
 
   
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook