Etiene Medeiros é recebida com festa na chegada ao Brasil

Festa no aeroporto de Guarulhos /  Foto: Igo Bione / Etiene Medeiros Festa no aeroporto de Guarulhos / Foto: Igo Bione / Etiene Medeiros

São Paulo - Muita festa e emoção. Assim foi o retorno de Etiene Medeiros ao Brasil após a disputa do Campeonato Mundial de Natação 2019, na Coréia do Sul. Medalha de prata nos 50 metros costas, em Gwangju, a nadadora pernambucana chegou nesta terça-feira (30) a São Paulo (SP), acompanhada do técnico Fernando Vanzella e foram recepcionados, no aeroporto de Guarulhos, por alunos e atletas das categorias de base de seu clube, o Sesi. Agora, voltam suas atenções para os Jogos Pan-Americanos do Peru.
 
“Foi uma surpresa imensa para mim, ser recebida pelo Sesi no aeroporto. Depois de dois dias voando, ver toda essa comemoração. Fiquei muito feliz, principalmente por ser criançada. Deixa muito mais humanizado, essa aproximação que o Sesi tem da pedagogia do exemplo. Voltei me divertindo no ônibus com a garotada. Muito legal, voltar a ser criança assim. E esse afeto traz, também, proximidade com a casa, depois de tanto tempo fora, mais de 20 dias”, afirmou Etiene, emocionada com a recepção e que, à tarde, já voltou aos treinos.
 
Emoção compartilhada por Vanzella. “Foi muito bacana ver os alunos e atletas das categorias de base do Sesi nos recebendo no aeroporto. Voltamos no ônibus junto com eles e a interação foi muito positiva. Todos pegaram a medalha da Etiene, tiraram fotos e fizeram várias brincadeiras. Que energia boa”, comentou Vanzella.
 
Agora, o foco passa a ser o Pan. As provas de natação estão programadas para a próxima semana. Etiene treina até o embarque para Lima, marcado para a noite desta sexta-feira (2). Ela disputará os 50m livre, 100m costas e revezamentos 4 x 100m livre, 4 x 100m livre misto, 4 x 100 medley e 4 x 100 medley misto. "É curtir a medalha do Mundial, descansar e treinar até a viagem para o Peru", observou Etiene.
 
“A Etiene tem uma agenda cheia e estamos bastante focados nos resultados. Ela nada os 50 metros livre e os 100 metros costas em provas individuais e participará dos revezamentos, buscando chegar sempre nas medalhas em todas as provas. Estamos motivados com a competição e, com certeza, será um bom desafio depois do Mundial. Estamos preparados”, garantiu Vanzella.
 
Prata na bagagem - Etiene Medeiros conquistou a medalha de prata no Campeonato Mundial de Natação da Coréia do Sul na final disputada no dia 25 deste mês. Mesmo fazendo uma grande prova, com o tempo de 27s44, ficou atrás da norte-americana Olivia Smoliga, que marcou 27s33.
 
Primeira brasileira a conquistar uma medalha de ouro em um Mundial de Natação, Etiene está entre as melhores do mundo nos 50 metros costas há seis anos. Antes do título em 2017, a pernambucana foi quarta colocada no Mundial em Barcelona 2013 e bronze em Kazan 2015. Ela também é bicampeã do mundo em piscina curta (Doha/2014 e Windsor/2016), além da vitória no revezamento medley misto em 2014. 
 
Veja Também: 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook