César e Milena, os vencedores individuais de sábado

Milena Sae foi a grande vencedora entre as mulheres / Foto: Satiro Sodré / Divulgação CBDAMilena Sae foi a grande vencedora entre as mulheres / Foto: Satiro Sodré / Divulgação CBDARio de Janeiro - César Castro e Milena Sae foram os vencedores das provas individuais deste sábado, dia 14 de Abril, pelo Troféu Brasil de Saltos Ornamentais, no parque aquático Julio de Lamare, no Maracanã.

César, do Mackenzie/RJ, confirmou o favoritismo e venceu o trampolim de 3 metros - prova em que já está garantido nas Olimpíadas de Londres - com 446,90 pontos. Já Milena, do Clube Semanal de Cultura Artística, de Campinas/SP, faturou a plataforma feminina, com 282,15 pontos.

César melhorou a performance das eliminatórias de quinta-feira, quando com 425,45 pontos, já havia conquistado o índice dos Grand Pris, 395 pontos.

"Novamente fiquei surpreso. Como falei nas eliminatórias, meu momento atual é de ênfase nos treinos físicos e não técnicos. Mas uma pontuação destas, que pode numa eliminatória olímpica me colocar numa semifinal, mostra que o trabalho está no caminho certo. Lógico que aqui, conheço todas as referências da piscina, por ser no local em que treino, mas ainda assim, a pontuação foi muito boa", disse César, já garantido nas Olimpíadas de Londres.

Agora, o trampolim de 3 metros masculino está com três atletas com índice para os Grand Prixs da Fina. Se nas eliminatórias, o paraense Ian Matos, da Abrasso/DF, conseguira a marca com a segunda performance, 397,25, nas finais, ele foi superado por Luis Felipe Outerelo, do Fluminense, que conquistou a prata, com 415,30, seu recorde pessoal. Ian terminou com o bronze, com 387,15, seguido de Pedro Abreu, do Flamengo, quarto colocado com 301,50.

"Hoje foi meu dia. Nas eliminatórias, fiquei em quarto com 322,50, bem distante da minha melhor pontuação até então, que era do Troféu Brasil de 2011, com 390. Agora, sem treinar desde então, acordei com uma cabeça melhor e pressionado a conseguir a vaga nos Grand Prixs. Acho que funciono melhor sob pressão", disse Outerelo.

Milena Canto Sae, 26 anos, voltou a ganhar um título brasileiro de plataforma depois de um bom intervalo. Ela saltou muito bem na final da prova, após uma performance apenas razoável nas eliminatórias da última 5ª feira, quando conseguiu a sexta e última vaga para a final, com 200,40 pontos, só não ficando de fora porque havia uma saltadora da Apoe como extra (cada clube só pode inscrever o máximo de duas atletas por prova).

"Eu saltei mal nas eliminatórias, acho que acertei apenas um salto, e melhorei muito agora na final, inclusive saltando também da plataforma de cinco metros, garantindo mais pontos. Fiquei por menos de três pontos do índice para o Grand Prix (Milena ficou a 2,85 pontos do índice de 285), mas acho que se pulasse dos 10 metros não faria a pontuação que consegui", disse Milena. Seu treinador, Edson Luz, o Paladino, confirmou a mudança de tática.

"Treinamos para os 10 metros, mas chegando aqui, o salto não encaixou, e ela fez uma pontuação baixa, que não lhe daria índice nem medalhas. Resolvemos mudar, sabendo que seria difícil conseguir o índice, mas pelo menos garantia um aumento na pontuação e a possibilidade de pódio e até de vitória, que foi o que acabou acontecendo", concluiu Paladino.

As gêmeas Natali e Nicoli Cruz, da Apoe/RJ, completaram o pódio da prova, com 261,45 e 251,75, respectivamente. Nas eliminatórias, as irmãs tinham obtido a maior pontuação, nesta mesma ordem. Na véspera, elas conquistaram o ouro no trampolim de 3 metros sincronizado. E na última prova do dia, elas teriam ganho a prova de plataforma sincronizada, com 264,78 pontos, mas como competiram como extra, sua pontuação não é válida. A razão é que a dupla inscrita pelo clube era outra com Natali e Andressa Mendes, que doente acabou fora da competição. Assim, a vitória foi da dupla Ingrid de Oliveira e Tammy Galera, do Fluminense, com 231,03 pontos. A prata ficou com Fernanda Rodrigues e Jéssica Mello, do Pinheiros, 188,82.

A competição termina neste domingo, 15/4, a partir das 9h30, no parque aquático Julio de Lamare, no Maracanã, com a presença de Hugo Parisi, na plataforma, e Juliana Veloso no trampolim de 3 metros, ambos já com índice para a disputa dos Grand Prixs da FINA. Hugo também está garantido nos Jogos de Londres.

O Troféu Brasil de Saltos Ornamentais conta com recurso dos Correios - Patrocinador Oficial dos Desportos Aquáticos Brasileiros - e ainda do Bradesco/Lei de Incentivo Fiscal, Lei Agnelo/Piva - Governo Federal - Ministério do Esporte, Speedo e Sadia.

PROGRAMAÇÃO:
 

DIA 15/4 Domingo:
A partir das 9h30
12ª Prova: Plataforma Masculina (Final)
13ª Prova: Trampolim 3 metros Feminino (Final)
14ª Prova: Plataforma Sincronizada Masculina (Final direta)

Índices para os Grand Prixs
Trampolim 3 metros: Fem = 280 / Masc = 395
Trampolim 3 metros sincronizado: Fem = 285 / Masc = 380
Plataforma: Fem = 285 / Masc = 395
Plataforma sincronizada: Fem = 285 / Masc = 380

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook