Arthur Nory e Beatriz Ferreira vencem o Prêmio Brasil Olímpico 2019 | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Arthur Nory e Beatriz Ferreira vencem o Prêmio Brasil Olímpico 2019

Campeões mundiais e pan-americanos, Arthur Nory e Beatriz Ferreira vencem o Prêmio Brasil Olímpico 2019 / Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto/COB

Rio de Janeiro - Em uma cerimônia marcada pela celebração à campanha histórica do Time Brasil nos Jogos Pan-americanos Lima 2019 e pela proximidade dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, o Prêmio Brasil Olímpico elegeu o ginasta Arthur Nory e a pugilista Beatriz Ferreira como os Melhores Atletas de 2019. 
 
Campeões mundiais e pan-americanos, os atletas comemoraram mais uma conquista inédita na carreira, em festa organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) nesta terça-feira, 10, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro.
 
"Esse discurso vem sendo preparado há quatro anos. A edição de 2015 foi a primeira em que participei do Prêmio Brasil Olímpico e vi atletas sendo homenageados. Aquilo ficou martelando na minha cabeça, queria poder disputar um dia. A força que me move é que sou apaixonado pela ginástica, amo treinar e competir, além de sonhar muito alto, ter os meus objetivos e trabalhar muito para chegar onde quero. Quero ser o melhor não só no tablado, mas também na vida", disse Nory, que deu o nono título de melhor Atleta do Ano para a ginástica artística, maior vencedora do PBO.
 
"Esse ano foi incrível, estou realizada. Mas Tóquio 2020 está logo ali, pretendo conseguir esse feito lá (medalha olímpica). Quero agradecer a todos que me ajudam, já que sozinha não chegaria a lugar algum. E acreditem em mim porque vou representar bem o Brasil em Tóquio", completou Bia, que ainda teve outro motivo para comemorar, já que seu treinador, Mateus Alves, foi eleito o melhor treinador de modalidades individuais de 2019, ao lado de Renan Dal Zotto, do vôlei, nos esportes coletivos.
 
Uma bonita homenagem foi prestada também a Oscar Schmidt, maior cestinha da história do basquete (49.737 pontos) e com cinco participações em Jogos Olímpicos, que recebeu o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, destinado a personalidades do esporte que representem os valores que marcaram a vida e a carreira do saltador, como ética, espírito coletivo, eficiência técnica e física, respeito ao próximo e companheirismo.
 
"Sou um brasileiro, um grande brasileiro. Parece que a história premia quem se esforça. Quero homenagear aqui o meu parceiro de basquete e de vida, Marcel de Souza. Tivemos nossa vitória inesquecível naquele pan-americano (Indianápolis 1987), um bando de loucos treinado pelo gênio Ary Vidal. Tenho que homenagear também o Claudio Mortari, com quem ganhei quase todos os títulos. E, por último, agradecer a pessoa mais linda que já vi, a minha menina, Maria Cristina Schmidt, que está há 44 anos junto comigo", discursou o emocionado Oscar.
 
Outras homenagens foram prestadas a ídolos do esporte nacional: Joaquim Cruz (atletismo), Guilherme Paraense (tiro esportivo), Maria Lenk (natação), Sylvio de Magalhães Padilha (atletismo) e João do Pulo (atletismo), que agora integram o Hall da Fama do COB. Além de serem reverenciados no palco, Joaquim e os familiares dos outros atletas participaram de uma cerimônia especial antes da festa começar.
 
"É uma alegria imensa e uma honra enorme ser reconhecido, principalmente nessa classe de atletas. Só engrandece mais o momento. Um país sem memória não tem história, não tem futuro", declarou Joaquim Cruz, ouro em Los Angeles 1984 e prata em Seul 1988, ambas nos 800m.
 
Num dos prêmios mais aguardados da noite, Hugo Calderano venceu o Atleta da Torcida, após forte campanha nas redes sociais. O mesatenista não pode comparecer ao evento já que disputa as finais do Circuito Mundial da ITTF, a partir desta quinta-feira, 12, em Zhenghou (China).
 
Já na categoria Jogos Escolares, quatro jovens se destacaram na edição de Blumenau 2019 e foram premiados na Cidade das Artes: a pernambucana Pâmela Nievilly (atletismo) e o piauiense Klerton Zaidan (badminton) na categoria 12 a 14 anos; a catarinense Maria Luiza Elói (vôlei) e o mato-grossense Guilherme Porto (wrestling), entre os atletas de 15 a 17.
 
O Prêmio Brasil Olímpico homenageou ainda os medalhistas dos Jogos Pan-americanos Lima 2019, naquela que foi a melhor campanha do Time Brasil na história da competição: 168 medalhas (54 ouros, 45 pratas e 69 bronzes).
 
Estiveram presentes na cerimônia diversas autoridades e personalidades do esporte, como o presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Paulo Wanderley, o diretor-geral do COB, Rogério Sampaio, o Secretário Especial do Esporte, Décio Brasil; o membro do Comitê Olímpico Internacional, Bernard Rajzman; e integrantes da Comissão de Atletas do COB, casos de Hortência Marcari (basquete), Emanuel Rego (vôlei de praia), Iziane Marques (basquete), Fabiano Peçanha (atletismo) e Bruno Mendonça (hóquei sobre grama).
 
"Vivemos intensamente a vitória de cada atleta – seja ela traduzida em medalha ou em marcas pessoais. Vibramos com cada um que veste a camisa do Time Brasil pelo simples motivo que é por eles que trabalhamos incansavelmente. O objetivo do COB é e sempre será dar as melhores condições de treinamento e performance para nossos atletas", finalizou Paulo Wanderley Teixeira, presidente do COB.
 
Conheça os vencedores em cada modalidade do Prêmio Brasil Olímpico 2019:
 
Atletismo: Darlan Romani
Badminton: Ygor Coelho
Basquete 5X5: Erika Souza
Basquete 3X3: Jefferson Socas
Beisebol: Rodrigo Takahashi
Boliche: Marcelo Suartz
Boxe: Beatriz Ferreira
Canoagem Slalom: Ana Sátila 
Canoagem Velocidade: Isaquias Queiroz
Ciclismo BMX Freestyle: Cauan Madona 
Ciclismo BMX Racing: Paôla Reis 
Ciclismo Estrada: Magno Nazaret
Ciclismo Mountain Bike: Henrique Avancini
Ciclismo Pista: Flavio Cipriano
Desportos Na Neve: Michel Macedo
Desportos No Gelo: Nicole Silveira
Escalada Esportiva: Cesar Grosso
Esgrima: Nathalie Moellhausen
Esqui Aquático: Mariana Nep
Fisiculturismo: Juscelino Nascimento
Futebol: Alisson Becker
Ginástica Artística: Arthur Nory
Ginástica Rítmica: Bárbara Domingos
Ginástica Trampolim: Camilla Gomes
Golfe: Alexandre Rocha
Handebol: Duda Amorim
Hipismo Adestramento: João Paulo dos Santos
Hipismo CCE: Carlos Eduardo Parro
Hipismo Saltos: Marlon Zanotelli
Hóquei Sobre Grama e Indoor: Mayara Fedrizzi
Judô: Mayra Aguiar
Karatê: Valéria Kumizaki
Levantamento de Pesos: Fernando Reis
Maratona Aquática: Ana Marcela Cunha
Nado Artístico: Luisa Borges
Natação: Bruno Fratus
Patinação Artística: Bruna Wurts
Patinação Velocidade: Gabriel Félix
Pentatlo Moderno: Iêda Guimarães
Polo Aquático: Gustavo Guimarães (Grummy)
Remo: Pau Vela - Xavier Vela
Rugby : Rafaela Zanellato
Saltos Ornamentais: Isaac Souza - Kawan Figueredo Pereira
Skate: Pamela Rosa
Softbol: Mayra Sayumi Akamine
Squash: Rafael Alarcón
Surfe: Gabriel Medina
Taekwondo: Milena Titoneli
Tênis: João Menezes
Tênis de Mesa: Hugo Calderano
Tiro com Arco: Marcus D'Almeida
Tiro Esportivo: Leonardo Lustoza
Triathlon: Luisa Baptista 
Vela: Kahena Kunze - Martine Grael
Vôlei de Praia: Ágatha Rippel - Duda Lisboa
Voleibol: Bruno Rezende (Bruninho)
Wrestling: Lais Nunes 
 
Veja Também: 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook