Brasil perde e enfrentará campões Olímpicos na próxima fase

Time não conseguiu superar a Hungria e terá grande desafio contra a Croácia para seguir no caminho rumo ao inédito pódio em casa / Foto: Al Bello/Getty ImagesTime não conseguiu superar a Hungria e terá grande desafio contra a Croácia para seguir no caminho rumo ao inédito pódio em casa / Foto: Al Bello/Getty Images

Rio de Janeiro - A rodada deste domingo (14) no polo aquático decidiu os confrontos da próxima fase do torneio Olímpico. O Brasil, que venceu Austrália, Japão e Sérvia, mas depois perdeu para a Grécia, sofreu mais uma derrota, desta vez para a Hungria por 10 a 6.
 
Terminou a fase de classificação em terceiro lugar no Grupo A e vai pegar a campeã Olímpica Croácia, vice-líder do Grupo B, na próxima fase, que já é eliminatória. Os húngaros, que terminaram na liderança da chave do Brasil, enfrentarão Montenegro, time que ficou em quarto lugar no Grupo B. Há clima de revanche no ar. 
 
Os outros jogos são Espanha, líder do Grupo B, contra a Sérvia, quarta colocada do A, mais Itália, terceira colocada do Grupo B, contra Grécia, que ficou logo à frente do Brasil na chave da primeira fase. Todas as partidas serão realizadas nesta terça-feira (16), no Estádio Aquático Olímpico. 
 
O fato de enfrentar os atuais campeões Olímpicos aparentemente assustou menos o técnico do time brasileiro, Ratko Rudic, do que as falhas do Brasil nas duas últimas partidas. Do outro lado, a Croácia caiu para a França por 9 a 8 neste domingo. “Ganhamos da Croácia na Liga Mundial por 17 a 10 e jogamos muito bem com eles no Mundial de Kazan, em um jogo que a gente podia empatar. Quem for mentalmente forte e se organizar mais vai ganhar”, analisou Rudic que é croata e foi treinador da equipe nacional de seu país na conquista de Londres 2012. 
 
Sobre a derrota para a Hungria, que terminou a fase de classificação como único time invicto, o treinador ressaltou que o Brasil até criou oportunidades de marcar (várias bolas bateram na trave), mas não teve eficiência. “Não sei se foi nervosismo ou insegurança, mas podemos criar melhor e mostrar um jogo ofensivo mais forte”, ponderou. “Precisamos melhorar a parte defensiva e o desempenho quando temos um homem a mais (por suspensão)”. 
 
No time húngaro, sentimento de revanche no ar para o jogo da próxima fase. “Montenegro é uma equipe agressiva. No nosso último confronto eles nos venceram e queremos que seja diferente desta vez”, disse o capitão Denes Varga.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook