Lançamento do martelo abre GP Brasil/Caixa neste sábado

Jessica Cosby busca sua terceira vitória no Brasil / Foto: Wagner Carmo / CBAtJessica Cosby busca sua terceira vitória no Brasil / Foto: Wagner Carmo / CBAtRio de Janeiro - O 28º Grande Prêmio Brasil/Caixa de Atletismo será aberto neste sábado, a partir das 15 horas, com a disputa das provas feminina e masculina do lançamento do martelo, no campo de aquecimento do Estádio Olímpico do Engenhão, no Rio de Janeiro - e entrada gratuita para o público. As duas provas fazem parte do IAAF Challenge, circuito exclusivo para o lançamento do martelo.

A grande novidade da prova, que já foi disputada nos GPs de Uberlândia e de São Paulo, é a alemã Kathrin Klass, de 30 anos, número 5 do Ranking Mundial de 2011, que chegou nesta quinta-feira à noite ao Brasil. Finalista do Mundial de Daegu-2011, a atleta está confiante. "A viagem para o Brasil é cansativa. Mas espero ir bem e brigar pela vitória, apesar das fortes adversárias", disse a alemã, que conseguiu o melhor resultado de sua carreira em Ostrava, Eslováquia, no ano passado, com 75,48 m.

Entre as principais adversárias estará certamente a norte-americana Jessica Cosby, que venceu as provas de Uberlândia e de São Paulo, onde quebrou o recorde do torneio, que era da cubana Ypsi Moreno (71,93 m), ao marcar 72,05 m. "Estou amando competir no Brasil. Espero voltar sempre", disse Cosby

Outros destaques são a colombiana Eli Moreno e a moldava Marina Marghieva, que trocaram de posição nos últimos GPS. Eli foi vice em São Paulo e 3ª em Uberlândia, enquanto Marina ficou em 2º em Minas e em 3º no Ibirapuera.


Briga de gigantes - No masculino, o bielorus Vadim Devyatovsky, medalha de prata no Mundial de Helsinque-2005 e na Olimpíada de Pequim-2008, é a novidade. Ele tem como recorde pessoal 84,90 m, obtido em 2005.

A briga pelo pódio não será fácil. Dilshod Nazarov, do Tadjiquistão, número 6 do mundo em 2011, venceu em São Paulo com a marca de 76,61 m - um cm apenas a mais do que o 2º colocado, o tcheco Lukás Melich. Siarhei Kalamoets, também da Bielorus, com 76,39 m ficou em 3º em São Paulo e foi o campeão de Uberlândia, com 73,50 m.

Nazarov e Melich quebraram o recorde anterior do GP de São Paulo, que era de 75,97 m, alcançada pelo norte-americano Kibwe Johnson no ano passado.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook