Jovens atletas buscam vaga na primeira disputa olímpica da carreira | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Jovens atletas buscam vaga na primeira disputa olímpica da carreira

Novos talentos do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA disputam o Troféu Brasil a partir de quinta-feira / Foto: Osvaldo F./Contrapé

São Caetano do Sul - O XXXV Troféu Brasil de Atletismo, que será disputado de quinta-feira a domingo (30/6 a 3/7/2016), é a última chance para os atletas brasileiros conquistarem índice para a disputa olímpica do Rio, em agosto.
 
E alguns dos jovens integrantes do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, embalados por bons resultados na temporada, vão em busca da primeira participação no torneio. Vítor Hugo dos Santos, Ricardo Mário de Souza, Letícia Cherpe de Souza e July Ferreira da Silva são novos talentos que esperam alcançar esse objetivo na pista da Arena Caixa, em São Bernardo do Campo.
 
O Clube de Atletismo BM&FBOVESPA já tem 14 integrantes qualificados para competição de agosto no Rio - o número não inclui os velocistas que estarão nos revezamentos. Marilson Gomes dos Santos, na maratona, e Mário José dos Santos Júnior, da marcha atlética 50 km, já estão oficialmente convocados pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).
 
Vítor Hugo e Ricardo Mário são candidatos a integrar o revezamento 4x100 m, mas buscam a classificação individual - estão próximos do índice nos 100 m. Vítor, de 20 anos, chegou ao Clube em fevereiro e ficou a um centésimo da marca mínima (10s16) durante a disputa do GP Brasil, em 19 de junho. Ele treina com o técnico Victor Fernandes, em São Caetano do Sul. Na mesma competição, o catarinense Ricardo, de 21 anos e atleta da equipe desde 2015, fez seu recorde pessoal (10s21) - ele treina com o técnico Evandro Lázari, em Campinas. O resultado coloca os dois jovens velocistas na liderança do ranking brasileiro da prova, uma das condições para serem convocados para o 4x100 m.
 
No sábado (25/6/2016), em Cali, na Colômbia, Vítor Hugo correu abaixo da marca mínima olímpica: 10s14. O resultado, entretanto, não tem validade como índice por ter sido conquistado com vento acima do permitido (2,9 m/s, quando o limite é de 2,0 m/s). 
 
"Mas nada está garantido. Tem muita gente treinando. Tenho que continuar treinando, correndo e tentando. Estou buscando vaga nos 100 m e nos 200 m. Tenho coisas a corrigir nos 200 m e estou mais perto nos 100 m", disse o velocista carioca, que tem sido nome certo no revezamento 4x100 m adulto desde 2014 - disputou dois Mundiais de Revezamentos, o Mundial de Pequim, no ano passado, e estava na equipe vice-campeã dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, em 2015.
 
Letícia Cherpe de Souza também é candidata a vaga no revezamento 4x400 m. A paulistana de 20 anos, que assim como Vítor Hugo é treinada por Victor Fernandes, melhorou em abril o seu recorde pessoal nos 400 m (52s67), marca que a coloca como a terceira melhor atleta da prova no ranking nacional. Letícia sonha alcançar o índice olímpico na prova individual (52s20). 
 
"É quase meio segundo de diferença. Parece pouco, mas para os 400 m é uma quantidade razoável. Não é fácil de acontecer, mas também não é impossível. Estou conseguindo melhorar muita coisa, acertar o ritmo da corrida. Estou mega animada". Nesta temporada, a velocista participou da seleção brasileira adulta pela primeira vez, com a convocação para o Campeonato Ibero-Americano. E saiu da disputa com duas medalhas: bronze no 400 m e ouro no 4x400 m.
 
Assim como Letícia, July Ferreira da Silva, de 21 anos, também vê a classificação olímpica para uma prova individual como uma realidade possível. No Ibero-Americano, em maio, melhorou sua marca pessoal nos 1.500 m: 4min14s30. "Também corri meu PB (personal best) nos 800 m, 2min04s91, agora em junho. O índice nos 1.500 m, que era algo fora da minha realidade (4min07), está ficando mais perto". 
 
July deixou Natal (RN) para treinar com o técnico Adauto Domingues no Clube em 2015. "Quando cheguei, no ano passado, o Adauto disse que tudo ia ser diferente. Que eu ia sentir saudades da minha mãe, iria estranhar o clima, a comida e o treino. Que teria de ser forte e que meus resultados iam cair. Dito e feito. Agora estou colhendo os frutos."
 
Confira os atletas com índice olímpico do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA:
 
Lutimar Abreu Paes - 800 m
Thiago do Rosário André - 1.500 m
Augusto Dutra - salto com vara
Wagner Domingos - lançamento do martelo
Júlio César de Oliveira - lançamento do dardo
Darlan Romani - arremesso do peso
Luiz Alberto de Araújo - decatlo
Marílson Gomes dos Santos - maratona
Mário José dos Santos Júnior - marcha 50 km
Jailma Sales de Lima - 400 m
Juliana Paula Gomes dos Santos - 3.000 m com obstáculos
Fabiana Murer - salto com vara
Keila Costa - salto triplo e salto em distância
Fernanda Borges - lançamento do disco
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook