Barcos enfrentam condições complicadas na estreia da Transat Jacques Vabre

Barcos enfrentam condições complicadas na estreia da Transat Jacques Vabre / Foto: DivulgaçãoBarcos enfrentam condições complicadas na estreia da Transat Jacques Vabre / Foto: Divulgação

França - Barcos enfrentam condições complicadas na estreia da Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre. Previsão do tempo indica dificuldades nos primeiros dias da regata entre Le Havre (França) e Salvador (Bahia). Largada será na manhã deste domingo (27) com 59 barcos.  
 
A Transat Jacques Vabre Normadie Le Havre tem início neste domingo (27) com 59 barcos na linha de largada na França. Os velejadores de 11 países encaram 4.350 milhas náuticas ou 8 mil quilômetros com destino a Salvador, na Bahia, a partir de 8h15 (Horário de Brasília).
 
A prova de vela oceânica tem aproximadamente 1/4 de uma volta ao mundo pelo mar e é apontada como uma das mais fortes da modalidade. Os fãs da vela podem acompanhar a partida ao vivo em www.transatjacquesvabre.org/enand ou no nosso canal do Daily Motion. 
 
As dificuldades do percurso devem aumentar nesta edição 2019, a 14ª da história da regata transatlântica em duplas. Isso em função da previsão do tempo passada pela MeteoFrance sobre as primeiras horas de competição. Um briefing técnico com todos os 118 atletas foi realizado neste sábado (26).
 
E o que parecia ser uma prova de 12 a 13 dias para os IMOCAs, por exemplo, deve ganhar um significativo atraso. Muito em função de um sistema de baixa pressão nos Açores. "A previsão é consistente há alguns dias e existem dois cenários", disse Antoine Koch, skipper do Advens for Cybersecurity.
 
''Num deles você percorre um longo caminho a oeste e tenta contornar a baixa pressão que fica levemente a oeste dos Açores. Se pegar um caminho mais baixo, será mais longo. E há um pouco de incerteza''.
 
Como de costume, a primeira noite da também conhecida Rota do Café será rápida e difícil até a passagem por Ushant, uma ilha no Canal da Mancha. As análises dos meteorologistas mostram que os ventos serão contrários nesta parte da Europa, incluindo as tradicionais zonas de alta pressão no mar entre Noroeste da França e o Norte da Espanha.
 
''Começaremos em boas condições com o nordeste pouco forte, depois de termos vento na ponta da Bretanha. E então teremos que fazer uma escolha entre um vento mais complicado para navegação ou um caminho mais lento e seguro no Atlântico'', disse Sébastien Marsset, Pure (Imoca).
 
Os barcos devem chegar a Salvador a partir da segunda ou terceira semana de novembro. A Vila da Regata na capital baiana será aberta ao público em 6 de novembro no Terminal Turístico Náutico da Bahia, atrás do Mercado Modelo e Elevador Lacerda. 
 
Previsão para os primeiros:
Multi50: 11 dias
IMOCA: 14 dias
Class40: 19 dias 
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook