Sobrevivência em dois jogos

Seleção feminina perde para a Coreia do Sul cai para quinto no Grupo B do vôlei/ Foto: Washington Alves/AGIF/COBSeleção feminina perde para a Coreia do Sul cai para quinto no Grupo B do vôlei/ Foto: Washington Alves/AGIF/COB

Londres- A seleção brasileira feminina de vôlei foi derrotada na noite desta quarta-feira, 1º de agosto, pela Coreia do Sul por 3 a 0 (25/23, 25/21 e 25/21), em 1h28m, e precisa de duas vitórias para continuar na disputa por uma medalha nos Jogos Olímpicos Londres 2012. Em quinto lugar no Grupo B, com dois pontos em três partidas, as campeãs olímpicas também terão de torcer por maus resultados da Turquia, que chegou a quatro pontos depois de derrotar a Sérvia por 3 a 0 na rodada de hoje em Earl’s Court. Por conta do sistema de pontuação, que dá um ponto de bonificação para equipes que percam por 3 a 2, a seleção precisa vencer suas partidas por pelo menos 3 a 0 e 3 a 1.
 
Sem perder para a Coreia do Sul desde 2003, a seleção entrou em quadra disposta a esquecer a derrota para os EUA, na segunda-feira. O primeiro set até teve um início promissor: com a ponta Fernanda Garay promovida a titular, no lugar de Jaque, o Brasil abriu 9/6, mas a Coreia se recuperou e passou a frente em 16/13 num contra-ataque de Jung. Brilhou também a estrela da atacante Kim, que acertou ataques por todos os lados para colocar as coreanas com 24/20 no marcador – ela marcou 21 pontos em todo jogo. A seleção ainda salvou três set points, mas Kim voou da linha dos três metros para fechar a série, em 29 minutos.
 
No segundo set, o Brasil voltou com uma atitude diferente e compensou com garra nos momentos em que a técnica não funcionou à perfeição, incluindo um instante de futevôlei, quando Fabi deu uma bicicleta para salvar um bola perdida no fundo da quadra e empatar o placar em 12/12. No entanto, a seleção não conseguiu encontrar uma maneira de parar Kim, que apenas no segundo set marcou sete pontos e deixou as coreanas com 23/20. Em mais um de muitos ataques diagonais, a número 10 da equipe asiática fechou o set em 29 minutos.
 
Pressionada pela desvantagem, a seleção começou o terceiro set com um certo nervosismo e esbarrou ainda numa atuação inspirada do bloqueio coreano, o que ajudou as asiáticas a abrir 16/10. A vantagem chegou a 20/15 num ataque para fora de Adenízia. Novamente com Kim, as asiáticas fecharam uma vitória histórica. Apesar da tristeza entre as jogadoras brasileiras, o discurso era o de concentrar os esforços nas partidas restantes.
 
“Nosso jogo não está encaixando, precisamos ter calma. O campeonato continua e o momento agora é de por a cabeça no lugar e tentar consertar os erros, disse Paula Pequeno. O técnico José Roberto Guimarães afirmou que recuperar o grupo psicologicamente é a prioridade para a próxima partida, contra a China, na sexta-feira, às 5h (de Brasília). “Esse time joga melhor do que apresentou hoje, sei disso”.
 
Brasil: Fabiana, Paula Pequeno, Thaísa, Fernandinha, Sheila e Fernanda Garay. Entraram: Fabi, Danielle Lins, Adenízia, Jaque e Natália.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook