Meninas do vôlei se classificam

Vitória por 3 a 0 sobre a Sérvia coloca as campeãs olímpicas na fase eliminatória do vôlei/ Foto: DivulgaçãoVitória por 3 a 0 sobre a Sérvia coloca as campeãs olímpicas na fase eliminatória do vôlei/ Foto: Divulgação

Londres- A seleção brasileira feminina de vôlei obteve na noite deste domingo, 5 de agosto, sua classificação para as quartas-de-final dos Jogos Olímpicos Londres 2012 com uma vitória por 3 a 0  (25/10, 25/22 e 25/), em uma hora e 18 minutos. Beneficiadas pela derrota da Turquia para os EUA na partida preliminar, as campeãs olímpicas ficaram em quarto lugar no Grupo B e agora lutarão por uma vaga na semifinal contra a temida Rússia, primeira colocada do Grupo A e que venceu as cinco partidas disputadas até agora no torneio. O jogo será na terça-feira, às 11h de Brasília.
 
Confrontos bastante disputados nos últimos anos deixaram as duas equipes com uma grande rivalidade, algo que a meio-de-rede Thaísa expressou muito bem na zona mista, depois de revelar também a ansiedade do grupo enquanto esperava pelo desfecho da partida das turcas – o Brasil fez a última partida da programação de ontem na arena de Earl’s Court. “Ficamos acompanhando do vestiário o jogo das turcas com as americanas. A gente sabia que as americanas não iriam entregar, mas claro que estávamos nervosas e eu, por exemplo, não consegui dormir direito de tanta ansiedade. Havia tristeza também por estarmos nessa situação. Vamos agora jogar com a Rússia, um adversário que conhecemos bem e que será duro. Mas estamos com elas engasgadas na garganta desde a derrota no último mundial e vamos para cima delas com a faca nos dentes. A gente saiu de uma situação ruim e agora tem tudo para crescer”, disse.
 
 
Para o técnico José Roberto Guimarães, o mais importante será que o time deixe para trás a angústia da fase de classificação, quando correu o risco de ficar de fora do mata-mata pela primeira vez desde os Jogos Olímpicos de Seul 88. “Seria uma catástrofe se tivéssemos ficado fora, mas ganhamos uma segunda chance e as meninas têm que estar prontas para aproveitar a oportunidade. Não adianta ficarmos remoendo o que passou”, pregou o técnico.
 
 
O Brasil começou o primeiro set em ritmo arrasador, abrindo 8 a 3 em apenas 6 minutos, com metade dos pontos vindo em erros da Sérvia, sobretudo no ataque. Nova falha deixou o Brasil com 14 a 6 no marcador. A vantagem pulou para 18 a 9 num largada de Sheilla, e para 20 a 9 depois de dois erros seguidos de recepção das sérvias, que apenas na série inicial “deram” oito pontos ao Brasil. Num bloqueio simples de Fabiana em Veljkovic, que marcou o quinto ponto do Brasil no fundamento, a seleção fechou o set em 19 minutos.
A partida se mostrou mais equilibrada no segundo set, com Brasil e Sérvia se alternando na liderança até dois bloqueios de Thaísa colocarem o Brasil com 16 a 14 no placar. Dali, as campeãs olímpicas apenas administraram a vantagem até o bloqueio duplo de Sheilla e Thaísa sobre Mihajlovic, que fechou o set em 25 minutos. No terceiro set, o Brasil começou a fugir no placar quando um bloqueio de Sheilla deixou o time com 13 a 9 no placar.Um ace da ponteira brasileira levou o marcador para 18 a 12 e pareceu quebrar a resistência das adversárias de vez.
 
 
Com um erro de ataque de Starovic, o Brasil chegou a 23/15. Nova bola fora, desta vez de Djerisilo, valeu o 25º ponto e motivo para muitas comemorações na quadra – a classificação estava confirmada e agora as atuais campeãs olímpicas vão defender sua medalha de ouro.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook