Fernando Júnior larga na frente no primeiro dia do Hang Loose Surf Attack

Fernando Júnior larga na frente  / Foto:  Munir El HageFernando Júnior larga na frente / Foto: Munir El Hage

São Sebastião - Nada como conhecer bem a onda onde o campeonato está sendo disputado. Nesta sexta-feira (28), Fernando Júnior aproveitou essa vantagem para garantir a maior nota do primeiro dia de disputas da abertura do Hang Loose Surf Attack, na Praia de Maresias, em São Sebastião. O talento local arrancou uma nota 8,5 dos juízes para assegurar sua vaga na semifinal do evento, que prossegue neste sábado. 
 
Mais tradicional campeonato de base do País, o Hang Loose Surf Attack chega à sua 32ª edição consecutiva para definir os campeões paulistas com até 18 anos de idade. A sexta-feira foi reservada para os atletas mais velhos, da júnior (limite de 18 anos) e mirim (no máximo 16 anos), aproveitando a ondulação. Fernando comemorou o resultado, ainda mais por ter conseguido a vaga no último momento.
 
“Foi irado. Entrei de alternate, não tinha vaga, fiquei esperando alguém faltar e deu tudo certo. Graças a Deus consegui achar a (onda) boa, dar duas manobras e conseguir a nota. Agora é surfar bem novamente no sábado e buscar a vitória”, afirma o atleta, que mora com a família Medina em Maresias, e avançou nas quartas, mesmo somando uma única nota. 
 
Ele cometeu interferência de prioridade e foi punido, mas a melhor nota do dia foi suficiente para mantê-lo na primeira colocação. “Esse campeonato é muito importante, um grande treino, sobretudo para mim, que já estou competindo nas etapas profissionais”, reforçou o surfista de 17 anos. Além dele, outros dois atletas sebastianenses fizeram scores altos na sexta-feira. 
 
Caio Costa, o Caveirinha, somou 13 pontos e também está na semi, enquanto que Pedro Bianchini, foi a sensação do round 2, com uma onda 8,25, para fazer a maior média até o momento, 15,25 pontos, mas na fase seguinte, as quartas-de-final, acabou em terceiro, terminando na nona colocação. Luan Hanada, de Guarujá, foi outro atleta a conseguir boa performance, com um 7,10.
 
Já na mirim, a melhor média ficou com o catarinense Heitor Mueller, com 12,50 pontos, seguido de Diego Aguiar, de Ubatuba, com 12,20. O surfista de Santa Catarina foi o campeão do Circuito ano passado na sub14 e segue como um dos grandes nomes nesta temporada. Didi também já tem títulos no Hang Loose Surf Attack e ainda batalha vaga na semifinal júnior. Outra boa apresentação foi de Léo Casal, mais um representante catarinense.
 
A etapa também conta com participação internacional, com a presença do bicampeão equatoriano na sub14 e sub16, Bruce Burgos. O atleta avançou na mirim e está competindo no Brasil para melhorar o nível do surf e afirma que vale a pena a viagem cansativa. “Vim para evoluir. É uma competição de alto nível, com muitos atletas bons e vou ficar um mês treinando aqui para participar da próxima etapa”, contou Bruce, que está sendo treinado pelo brasileiro Marcus Vinícius, o Vini, da Riviera de São Lourenço. 
 
Finais e  Arte - Neste sábado, a etapa recomeça às 7h30 com a sub16. Depois serão realizadas as semifinais das duas categorias e, em seguida, ainda na parte da manhã, as finais. O dia ainda contará com disputas da feminina (sub16), iniciante (sub14), estreante (sub12) e petit (sub10). Nestas quatro categorias, as decisões estão previstas para o domingo, sendo que todas as baterias serão transmitidas ao vivo pela internet, no site www.fpsurf.com.br
 
Fora do mar, os atletas e mesmo o público contam com as tendas de atividades da Hang Loose e seus parceiros, sob coordenação de Júlio Ozório, o Brô, com jogos, brincadeiras, gincanas, sorteios. Um dos grandes atrativos nessa etapa é a participação do ilustrador e artista de grafite, Anderson Novais, o Magoo, responsável pela arte do cartaz e do palanque do Hang Loose Surf Attack 2019. 
 
Ele está comandando uma clínica de ilustração aberta a todos os interessados a convite da Hang Loose, com muita interação. “O cartaz desse ano é uma releitura do trabalho que já fiz para o campeonato em 2006 e 2007, a pedido do Tom Toledo (gerente de marketing da Hang Loose). É muito legal ver o trabalho na praia. A clínica não é só para a criançada. Quem estiver na praia pode participar. Vai fluindo, vai construindo. Começamos com caneta e agora spray”, falou o artista. 
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook