Taís Rochel diz que eliminação no PAN 2007 já foi superada

Esgrimista brasileira mora na Itália há três anos e treina com a primeira do ranking mundial / Foto: Marcelo Pereira/Exemplus/COBEsgrimista brasileira mora na Itália há três anos e treina com a primeira do ranking mundial / Foto: Marcelo Pereira/Exemplus/COB

Rio de Janeiro - Taís Rochel teve a influência do irmão mais velho André para começar na esgrima. Tudo porque ele gostava do desenho do He-Man e ela de She-Ra. Os personagens foram logo associados à modalidade e Taís começou a praticar o esporte em São Paulo.
 
Há três anos ela mora na Itália e tem a oportunidade de treinar junto com a primeira colocada do ranking mundial, a italiana Arianna Errigo. 
 
“Fiz toda uma preparação e hoje sou uma adversária forte, inclusive para as próprias italianas. Gosto de ter a torcida a meu favor e Olimpíada é uma competição em que só não tem chances quem não está aqui. Vou jogar para ganhar. Vai ser difícil, mas estou entre as 35 favoritas que estão nos Jogos”, disse a esgrimista do florete que também é estilista. “Aproveitando que fui morar na Itália fiz uma pós-graduação em moda”.
 
Em 2007, Taís já sentiu o orgulho de representar o Brasil nos Jogos Pan-Americanos do Rio. Perdeu nas oitavas de final. “Mas já estou resolvida. Me sinto mais experiente e madura”, garantiu. Taís estreará nas Olimpíadas Rio 2016 no dia 10 de agosto.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook