Treinadores destacam nível forte do Atletismo no Pan

Juliana Paula, campeã dos 5.000 m / Foto: Wagner Carmo / CBAtJuliana Paula, campeã dos 5.000 m / Foto: Wagner Carmo / CBAt

Rio de Janeiro - Os técnicos brasileiros de Atletismo destacaram o forte nível técnico dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá, encerrado neste domingo (dia 26). Vários atletas, que normalmente estariam disputando as etapas da Liga Diamante na Europa, resolveram representar seus países na competição.

"Esperávamos desde o início uma competição forte, mas acabou sendo mais forte ainda do que imaginávamos, com alguns resultados excelentes", comentou Nélio Moura, treinador-chefe da equipe brasileira.
 
Ele lembra que o Brasil ajudou a reforçar o nível da competição, em provas mesmo em que não ganhou medalhas. "A equipe contribuiu para a qualidade técnica do evento em provas como os 100 m, quando Rosângela Santos terminou em quarto lugar, com o melhor tempo de sua carreira. O revezamento feminino 4x100 m ficou sem medalha por um centésimo de segundo. Já o Wagner Domingos perdeu o terceiro lugar no lançamento do martelo só no desempate", disse.
 
Magnólia Figueiredo, chefe da equipe, também deixa Toronto com essa certeza. "Acho que o torneio de Atletismo foi uma competição muito boa porque teve a participação de excelentes atletas", comentou. "Temos mesmo de participar de eventos fortes para avaliar a nossa real situação."
 
A ex-atleta olímpica, a primeira mulher a chefiar uma equipe de Atletismo no PAN, lembra de todos os esforços feitos pela CBAt na preparação e da estrutura montada pelo COB. "Tivemos todo o apoio. A equipe ficou hospedada nos alojamentos da York University, a cinco minutos de caminhada da pista. Contamos com toda a estrutura necessária médica, fisioterápica e de massoterapia, além de comida brasileira", completou.
 
Última prova - Com uma temperatura de 27 graus, umidade relativa do ar de 56% e um circuito de 2 km, considerado muito exigente, os 50 km marcha, a última prova do Atletismo no PAN, mostrou dificuldades enfrentadas pelos participantes. A competição foi disputada Ontario Place West Channel, às margens do Lago Ontário, dentro do bonito Parque Pan-Americano.
 
O potiguar Claudio Richardson dos Santos terminou na oitava colocação, com o tempo de 4:18:08. "A prova foi realmente muito difícil por causa do calor, do clima seco e do percurso cheio de sobe e desce", afirmou. "Competi no meu ritmo porque sabia que não daria para lutar por um tempo melhor", concluiu.
 
Já Jonathan Riekmann abandonou a prova no km 35. "Saio arrasado do PAN porque tentei fazer uma prova num ritmo muito forte e não aguentei. Quem me conhece sabe que não sou de parar. Vai ser difícil digerir essa frustração", revelou o catarinense.
 
A medalha de ouro ficou com o equatoriano Andres Chocho, marido da brasileira Erica Sena, prata nos 20 km. Ele completou a distância em 3:50:13. Erick Barrondo, da Guatemala, terminou em segundo, com 3:55:57, seguido do mexicano Horacio Nava, com 3:55:57.
 
Juvenis - Enquanto os últimos atletas e treinadores viajavam de volta ao Brasil neste domingo, outro grupo seguiu de Toronto para Edmonton, também no Canadá, onde será disputado, de 31 de julho a 02 de agosto, o Campeonato Pan-Americano de Juvenis. Lá se encontrarão com a delegação que segue esta semana de São Paulo. 
 
Viajaram para Edmonton: Vitor Hugo dos Santos (100 m), Vitória Cristina Rosa (100 e 200 m), Ana Paula Caetano de Oliveira (salto em altura) e Núbia Soares (salto triplo).
 
As 13 medalhas do Brasil no PAN de Toronto
 
Ouro
Juliana Paula dos Santos - 5.000 m
 
Prata
Adriana Aparecida da Silva - maratona
Erica Sena - 20 km marcha
Keila Costa - salto triplo
Fabiana Murer - salto com vara
Ronald Julião - lançamento do disco
Gustavo dos Santos, Vitor Hugo dos Santos, Bruno Lins e Aldemir Gomes Júnior - 4x100 m
 
Bronze
Caio Bonfim - 20 km marcha
Jucilene Lima - lançamento do dardo
Flávia de Lima - 800 m
Luiz Alberto de Araújo - decatlo
Júlio César de Oliveira - lançamento do dardo
Vanessa Spinola - heptatlo
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook