Desafio CBAt x CPB reúne 484 atletas em São Paulo

Rodrigo (E) vence os 100 m no Desafio CBAt x CPB  / Foto: Alê Cabral/CPBRodrigo (E) vence os 100 m no Desafio CBAt x CPB / Foto: Alê Cabral/CPB

São Paulo - O Desafio CBAt x CPB reuniu quase 500 atletas de provas olímpicas e paraolímpicas competindo juntos no Centro Paralímpico Brasileiro, neste sábado (6/4/2019), em São Paulo (SP). Foram dez semifinais dos 100 m rasos. Na decisão da prova paraolímpica a vitória ficou com Kesley Josué (AAA Ini Santana), com 11.09 (- 1.0 m/s). Na final A dos 100 m o primeiro colocado foi Rodrigo Pereira do Nascimento (Orcampi Unimed), com 10.27 (0,7 m/s).
 
A expectativa dentre os corredores de velocidade era brigar por tempo e posição no ranking ou demonstrar boa forma pensando na convocação dos velocistas que irão ao Mundial de Revezamento de Yokohama, no Japão, dias 11 e 12 de maio (os cinco primeiros do Ranking Brasileiro, numa combinação de 2018 e 2019).
 
“Eu não estava preocupado com o tempo em si. Estava mais querendo voltar, depois de ter o tendão inflamado e ficar quatro semanas parado, e voltar bem. Coloquei um tempo entre 10.35 e 10.25 como meta pessoal e acabou saindo 10.27. Estou feliz porque o tempo que eu planejei saiu”, disse Rodrigo.
 
O segundo colocado nos 100 m do Desafio CBAt x CPB foi Erick Felipe Barbosa (SESI), com 10.35, seguido por Bruno Lins (CT Piauí), com 10.37.Também nos 100 m feminino foram disputadas seis séries semifinais. Na final, a vitória foi de Andressa Moreira Fidelis, com 11:48 (0,6 m/s).
 
Outra prova com um grande número de participantes e equilibrada, os 400 metros masculino, foi disputada em seis séries e final por tempo. Anderson Freitas Henriques (Sogipa-RS), na série 5, fez 46.35, e Aldemir Gomes da Silva Júnior (Pinheiros-SP), correu na 6ª série, em 46.37.
 
“Foi um bom tiro, corri 300 metros forte, mas no final pequei um porquinho, preocupado com os meus adversários. Mas cheguei tranquilo, bem. Tenho de melhorar bem nos 400 m porque ainda corro os 200 m, minha especialidade. Estou provando um pouco dos 400”, disse Aldemir, que foi o mais rápido nos 200 m rasos, com 20.84 (-1.0 m/s). “Os 400 m é uma prova difícil, doída, mas que ajuda na minha prova principal.”
 
O presidente da Confederação Brasileira de Atletismo Warlindo Carneiro da Silva Filho, que acompanhou o Desafio CBAt x CPB no Centro Paralímpico Brasileiro, falou sobre o prestígio da competição pelo grande número de competidores que conseguiu reunir. “Um total de 484 atletas estiveram no evento e isso é muito positivo”, disse.
 
O Desafio CBAt x CPB ainda teve índice para o Pan-Americano Sub-20 de San José, Costa Rica, de 14 a 16/7, de Micaela Rosa de Mello (UCA), segunda colocada nos 100 metros com barreiras (2.0 m/s). Micaela fez 13.43 e a marca exigida é 13.59. A prova foi vencida por Adelly Oliveira Santos (IPEC), com 13.39.
 
Veja Também: 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook