Badminton: Brasil se consolida como 3ª força das Américas

Badminton cresce em 2013 / Foto: DivulgaçãoBadminton cresce em 2013 / Foto: Divulgação

Rio de Janeiro - Um esporte que ainda não rendeu tudo o que pode render por aqui. Essa é a impressão que o badminton, que tem na Ásia seus atletas mais proeminentes, transparece quando se trata do Brasil. No entanto, a proximidade com os Jogos Rio 2016, que terá representantes brasileiros na modalidade (o país da cidade-sede tem vaga garantida em todos os eventos), parece impulsionar com certa intensidade o esporte no Brasil. Sinal disso é a consolidação irrefutável do País como terceira força do continente, atrás apenas do Canadá e dos Estados Unidos. 

O XVIII Pan-Americanod e Badminton, disputando em outubro em Santo Domingo, na República Dominicana, viu o Brasil conquistar a medalha de bronze na competição por equipes. Nas disputas individuais, o destaque ficou por conta de Daniel Paiola, que terminou em terceiro na simples masculina, assim como Fabiana Silva na disputa simples feminina. 

“O jogo foi decidido nos detalhes. Na hora de finalizar os pontos, ele foi melhor e conseguiu a vitória. Mas gostei do meu desempenho, acho que a cada torneio estou evoluindo mais. Agora é treinar e buscar novos resultados”, comentou Daniel após o torneio. 
 
Fabiana conquistou outro bronze, ao lado de Hugo Arthuso, nas duplas mistas. Na mesma categoria: mais uma medalha de bronze, desta vez para Daniel Paiola e Paula Pereira. 
 

Samia Lima receberá o prêmio / Foto: CBBd / DivulgaçãoSamia Lima receberá o prêmio / Foto: CBBd / Divulgação

Destaque no PBO - A modalidade também foi destaque no Prêmio Brasil Olímpico, do COB. Um jovem atleta subiu no palco do Teatro Bradesco na data da premiação, no dia 17. O nome escolhido foi o de Samia Lima, pela atuação da jovem de 13 anos nos Jogos Escolares da Juventude deste ano, da etapa de 12 a 14 anos, realizada em Natal (RN).
 
O Badminton no Brasil, nos últimos anos, devido as grandes conquistas, têm-se revelado celeiro de atletas com grandes potenciais, em vários cantos do país. Por isso, o lema é que a modalidade é um esporte de conquistas, rumo a 2016, com tantos nomes despontando no cenário nacional e internacional.
 
Esta foi a primeira vez que um atleta do Badminton recebeu o PBO.
 
Ranking reflete ascensão - Ao analisar o ranking mundial de Badminton chega-se a conclusão que os atletas brasileiros estão entre os melhores do mundo na categoria duplas, seja masculina ou feminina.
 
A dupla masculina Alex Tjong e Hugo Arthuso estão na posição 58 no ranking mundial e participaram de 10 torneios. Há um ano estavam na posição 1.109. Já os atletas Luiz dos Santos e Leonardo Alkimin, da Seleção Brasileira, estão entre os 100 melhores do mundo, na posição de 94 do ranking mundial na categoria dupla masculina. Ambos, em junho de 2013, estiveram na posição 869.
 
Ana Paula Campos e Yasmin Cury estão no momento na posição 96 do ranking mundial, entre as 100 melhores atletas de Badminton na dupla feminina, onde Paula Beatriz Pereira e Lohaynny Vicente, na mesma categoria, estão na posição 81. A primeira dupla, em junho deste ano, estavam na posição 245 enquanto a segunda dupla esteve na colocação 286. Todas representam o grande avanço em qualidade e eficiência técnica da Seleção, dentro do projeto do ciclo olímpico 2016.
 
Título sul-americano jr. - Não bastasse ser campeão Juniores nas categorias Sub 15, Sub 13 e Sub 11, em Temuco, no Chile, o Brasil teve a melhor campanha com seus atletas no resultado também por equipes. 
 
Sob o comando da técnica Norma Rodrigues, o país sagrou-se nos jogos do Campeonato Sul Americano 2013 e voltam para casa com os melhores resultados dos últimos anos, destacando-se como potência no Badminton e conquistando, a cada dia, importante posto na modalidade olímpica, dentro do ciclo 2016.
 
Prata no YONEX - A Seleção Brasileira fez bonito nos Estados Unidos durante o YONEX USA International, com grandes resultados em quadra. Paula Pereira  e Lohaynny Vicente na dupla feminina (DF) conquistaram medalha de prata na competição.
 
Prata também para Fabiana Silva na Simples Feminina (SF). A dupla Paula Beatriz Pereira e Daniel Paiola conquistou mais um bronze para o Brasil na categoria Dupla Mixta (DX).
 
Projeto será centro de referência no esporte / Foto: DivulgaçãoProjeto será centro de referência no esporte / Foto: Divulgação
Badminton fecha 2013 com R$ 5 milhões para CT - O badminton piauiense só tem o que comemorar. Em novembro, o presidente da CBBd (Confederação Brasileira de Badminton) e representantes do governo do Piauí, da Universidade Federal do Piauí e do Ministério do Esporte anunciaram a construção de um Centro para Prática do esporte no valor de R$ 5,3 milhões. 
 
Para o presidente da CBBd, Francisco Ferraz, “As instalações desse ginásio não servirão somente para treinos ou competições nacionais e internacionais, mas para entrar na cultura esportiva da região, como de todo o país. Outros centros de rendimentos iguais a este que será construído no Piauí deverão ser erguidos em outras cidades do país, tornando cada vez mais o Badminton um esporte de conquistas. Esse é o nosso objetivo de por em prática projetos que tornem o Brasil potencia também neste esporte olímpico”.
 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook