Maurren brilha no GP São Paulo/Caixa

Maurren comemora vitória em São Paulo/ Foto: Wagner Carmo/CBAtMaurren comemora vitória em São Paulo/ Foto: Wagner Carmo/CBAt

São Paulo - Com temperatura em torno dos 15 graus, mas sem a chuva da véspera, o Grande Prêmio Internacional São Paulo/Caixa de atletismo, teve cinco recordes do torneio e um brasileiro (peso masculino). A competição foi disputada na noite desta quarta-feira 16, no Estádio Ícaro de Castro Melo, no Conjunto Desportivo do Ibirapuera.

 

O GP reuniu 199 atletas (114 homens e 85 mulheres) de 28 países, dos quais 21 tiveram representantes no pódio e nove fizeram campeões. O Brasil conquistou 22 medalhas, sendo 8 de ouro, 8 de prata e 6 de bronzes.

A campeã olímpica Maurren Maggi foi o grande destaque do evento. Ela venceu o salto em distância com a marca de 6,85 m, a terceira melhor do mundo em 2012, colocando a brasileira em segundo na lista da IAAF, já que os dois melhores saltos de 2012 - 7,12 m, e 7,05 m - são da norte-americana Brittney Reese. "Estou muito feliz por estar nesse nível no início da temporada. Queria uma marca melhor em Belém, mas hoje serviu para quebrar o gelo. Está tudo perfeito", comemorou Maurren.

Ela garante que o frio da noite paulista não atrapalhou em nada seu desempenho. "Fiz um bom aquecimento, me senti bem durante toda a competição. Além do mais, pode fazer frio, sol, chover, nada me incomoda, só quero saltar cada vez melhor", disse a atleta. Quanto à preparação para Londres, a saltadora garante estar otimista. "Lá é outra história. Tem que estar bem fisicamente e de cabeça. Eu me cuido, não bebo, não fumo, não gosto de balada. Quero estar bem, quem sabe, até 2016", completou.

Em segundo no salto em distância ficou Keila Costa, com 6,68 m. A brasileira já está em Londres no salto triplo, e se aproxima cada vez mais do índice A no salto em distância (6,75 m). Outra brasileira, Jéssica dos Reis, com 6,43 m, completou o pódio (novamente com índice para o Mundial Juvenil de Barcelona).

O Brazilian Athletics Tour-2012 termina no próximo domingo, com a realização do GP Brasil/Caixa/IAAF World Challenge, no Estádio Olímpico do Engenhão, no Rio de Janeiro. O circuito já teve os GPs de Belém (dia 6), Fortaleza (9), Uberlândia (13) e São Paulo (16).

Salto com vara - A brasileira Fabiana Murer, campeã mundial em Daegu-2011, não conseguiu vencer em sua estreia na temporada. Ela ficou em segundo lugar, com 4,50 m, sendo superada pela cubana Yarisley Silva, ouro no PAN do México, com 4,65 m.

"Não sei explicar o que aconteceu, talvez tenha sido a ansiedade de querer mostrar um bom resultado. Acho 4,50 m um resultado ruim e pretendo fazer acima de 4,80 m. Estava um pouco dura, presa na hora da corrida."

Já a campeã Yarisley Silva comemorou a vitória. "Não me importa se ganhei da Fabiana na casa dela nem se quebrei o recorde do torneio. Vim a São Paulo para vencer e venci sem me importar quem", disse. "Já fiz 4,60 m e agora 4,65 m e estou muito contente com o meu desempenho. Na Olimpíada espero atingir 4,80 m."

Salto triplo masculino - Jonathan Henrique da Silva, pré-selecionado para a Olimpíada de Londres, venceu a prova que foi prejudicada pelo frio. O mineiro ganhou com a marca de 16,41 m, deixando o cubano Osviel Hernandes em segundo, com 16,32 m. "Pelo frio até que gostei da marca que me deu a vitória. Fiquei com receio de forçar e sentir uma lesão. Até Londres sei que posso melhorar bastante", disse Jonathan.

800 m masculino - O brasileiro Kleberson Davide venceu os 800 m, com o tempo de 1:46.64, ficando perto do índice de 1:45.92, exigido pela CBAt para a Olimpíada de Londres. Ele ganhou numa chegada bem apertada com o queniano Anthony Chemut, segundo, com 1:46.86. "Fiquei bem perto do índice, mas infelizmente não consegui alcançá-lo. Esta é uma prova complicada, de estratégia, e o frio atrapalhou um pouco", lembrou Kleberson.

Lançamento do disco masculino - O paulista Ronald Julião, qualificado para a Olimpíada de Londres, ganhou a medalha de ouro na prova ao obter a marca de 62,39 m. Com isso, ele deixou o favorito cubano Jorge Fernandez em segundo lugar, com 62,28 m e o croata Roland Varga em terceiro, com 60,15 m. "Ganhar sempre é bom, mas desta vez gostei também da marca, que saiu fácil."

Salto em altura masculino - O romeno Mihai Donisan ganhou a prova com a marca de 2,24 m, a mesma obtida pelo colombiano Wanner Miller, que ficou em segundo lugar pelo critério de desempate.

Lançamento do martelo masculino - Dilshod Nazarov, do Tadjikistão, comprovou seu favoritismo. Top 10 do Ranking Mundial, ele quebrou o recorde do torneio, com 76,61m.

Lançamento do martelo feminino - A norte-americana Jessica Cosby também quebrou o recorde do torneio, com 72,05 m. "Nem sabia que tinha feito o recorde da prova. Adorei saber disso. Estou muito feliz com o resultado", disse a campeã.

100 m masculino - O trinitino Marc Burns foi o vencedor, com 10.31, seguido pelo brasileiro Sandro Viana, que completou em 10.32. "Estou feliz com a vitória, mas não foi o tempo que eu esperava. O frio me prejudicou um pouco", disse Burns.

100 m feminino - A norte-americana Lauryn Williams, com 11.28, foi a campeã. Rosângela dos Santos, do Brasil, ficou em segundo, com 11.29, a apenas sete centésimos do índice olímpico. "Está tão frio que nem suei", brincou a carioca Rosângela. "É minha primeira vez no Brasil e estou gostando muito", resumiu Lauryn.

Arremesso do peso masculino - Vitória do argentino German Lauro, com 20,21m. "O resultado foi bom, na média que tenho feito. Estou cansado de muitas viagens, mas consegui manter a regularidade", disse o argentino.

Já o catarinense Darlan Romani bateu novamente o recorde brasileiro, superando a marca dos 19 metros. Ele terminou na quarta colocação, com 19,03 m. "Foi um prova boa, estava bem preparado. Agora é ir atrás do índice olímpico, que é de 20,09 m. Já bati a barreira dos 19 m, quem sabe bato também a dos 20 m", brincou.

1.500 m feminino - A marroquina Salima Alami venceu com 4:15.96. Ela já havia vencido o 3.000 m com obstáculos em Uberlândia.

Arremesso do peso feminino - A cubana Misleydis Gonzalez venceu novamente o arremesso do peso. Campeã em Uberlândia, ela ganhou nesta quarta-feira com a marca de 18,53 m.

5.000 m masculino - O queniano Joseph Kitur Kiplimo estabeleceu novo recorde do torneio para a prova, com o tempo de 13:50.96, ganhando com a facilidade a prova. "Foi uma boa corrida, o clima estava ótimo", comentou.

4x100 m masculino - A equipe "A" do Brasil venceu a prova, com 39.26, formada por Diego Cavalcante, Sandro Viana, Nílson André e Aldemir Gomes da Silva Jr. Sandro não gostou da marca obtida. "O tempo não é a que esperávamos, tínhamos a intenção de completar a prova em 38 segundos."

4x100 m feminino - A equipe A do Brasil, com Ana Paula Lemos, Vanda Gomes, Evelyn Santos e Rosângela Santos, venceu o revezamento, com 43.25. "Fizemos dois campings este ano e foi bem produtivo, mas precisamos ajustar principalmente as passagens de bastão. O tempo foi muito bom para a primeira prova do ano", observou Ana Cláudia.

Lançamento do dardo feminino - A cubana Yanelis Ribiaux venceu com 59,03 m. "Este resultado ainda não é o que eu quero. Irei ao Rio de Janeiro pensando em alcançar entre 61 e 62 m e garantir meu índice olímpico."

4x400 m masculino - Pedro Luiz Burman, Kleberson Davide, Jonathan Henrique e Anderson Henriques formaram a equipe A do Brasil que venceu a prova, com 3:04.53. "Foi um bom resultado em vista de esta equipe ser nova. Vamos tentar melhorar no Rio de Janeiro, onde o clima deve estar melhor do que aqui."

4x400 m feminino - Geisa Coutinho, Joelma Sousa, Lucimar Teodoro e Jailma Lima integraram a equipe A do Brasil que venceu a prova, com 3:32.49. "O tempo foi ruim, pois precisamos fazer por volta de 3:28.00 para conseguir vaga nos Jogos Olímpicos."

Pódio

Lançamento do martelo masculino
1º Dilshod Nazarov (TJK) 76,61 m - RC
2º Lukás Melich (CZE) 76,40 m
3º Siarhei kalamoets (BLR) 76,39 m

Lançamento do martelo feminino
1º Jessica Cosby (USA) 72,05 m - RC
2º Eli Moreno (COL) 69,29 m
3º Marina Marghieva (MDA) 68,49 m

100 m masculino (0.6)
1º Marc Burns (TRI) 10.31
2º Sandro Viana (BRA) 10.32
3º Gerald Phiri (ZAM) 10.35

Salto com vara feminino
1º Yarisley Silva (CUB) 4,65 m - RC
2º Fabiana Murer (BRA) 4,50 m
3º Dailis Caballero (CUB) 4,40 m

Arremesso do peso feminino
1º Misleydis González (CUB) 18,53 m
2º Natália Ducó (CHI) 18,11 m
3º Geisa Arcanjo (BRA) 17,63 m

Salto triplo masculino
1º Jonathan Henrique (BRA) 16,41 m (1.3)
2º Osviel Hernandez (CUB) 16,32 m (1.5)
3º Jadel Gregório (BRA) 16,29 m (1.5)

100 m feminino (1.6)
1º Lauryn Williams (USA) 11.28
2º Rosangela Santos (BRA) 11.29
3º Oludamola Osayomi (NGR) 11.40

Salto em altura masculino
1º Mihai Donisan (ROU) 2,24 m
2º Wanner Miller (COL) 2,24 m
3º Diego Ferrin (ECU) 2,21 m

800 m masculino
1º Kleberson Davide (BRA) 1:46.64
2º Anthony Chemunt (KEN) 1:46.86
3º Rafith Rodriguez (COL) 1:47.18

1.500 m feminino
1º Salima Alami (MAR) 4:15.96
2º Sabine Heutling (BRA) 4:16.71
3º Christiane Ritz (BRA) 4:21.87

Lançamento do disco masculino
1º Ronald Julião (BRA) 62,39 m
2º Jorge Fernandez (CUB) 62,28 m
3º Roland Verga (CRO) 60,15 m

Arremesso do peso masculino
1º German Lauro (ARG) 20,21 m
2º Marco Fortes (POR) 20,03 m
3º Carlos Véliz (CUB) 19,73 m

5.000 m masculino
1º Joseph Kiplimo (KEN) 13:50.96 - RC
2º Ederson Pereira (BRA) 14:00.90
3º Gilberto Lopes (BRA) 14:01.55

Salto em distância feminino
1º Maurren Maggi (BRA) 6,85 m
2º Keila Costa (BRA) 6,68 m
3º Jessica Carolina Alves do Reis (BRA) 6,43 m

4x100 m masculino
1º Brasil A - 39.26
2º Brasil B - 39.53
3º Venezuela - 39.65

4x100 m feminino
1º Brasil A - 43.25
2º Brasil B - 44.16
3º Colômbia - 44.89

Lançamento do dardo feminino
1º Yanelis Ribiaux (CUB) 59,03 m
2º Janet Cruz (CUB) 57,86 m
3º Laila Ferrer (BRA) 57,82 m

4x400 m masculino
1º Brasil A - 3:04.53 - RC
2º Venezuela - 3:05.01
3º Cuba - 3:05.97

4x400 m feminino
1º Brasil A - 3:32.49
2º Colômbia - 3:38.89
3º Brasil B - 3:40.31

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook