Luto no hóquei brasileiro: morte de goleira ainda é mistério

Inge Joanna Vermeulen / Foto: DivulgaçãoInge Joanna Vermeulen / Foto: Divulgação

Rio de Janeiro - O hóquei brasileiro começou a semana em luto. A goleira da seleção, Inge Joanna Vermeulen, faleceu nessa segunda-feira, seis dias após completar 30 anos de idade, de acordo com informações da imprensa. 

A causa da morte não foi informada e a Confederação Brasileira de Hóquei na Grama (CBHG) não deu informações sobre o ocorrido. 

Inge atuava pelo clube holandês SCHC e é nascida em Americana, interior do estado de São Paulo. Adotada por uma família holandesa ainda criança, a brasileria vivia a 50km da capital Amsterdã. 

Mesmo atuando desde nova na liga mais importante do mundo, Inge decidiu defender a seleção brasileir, grupo do qual fazia parte desde 2011. 

A equipe holandesa e a CBHG decretaram luto pela morte da atleta. 

Confira a íntegra da nota lançada pela Confederação:

"Inge Joanna Vermeulen, atleta da seleção brasileira feminina de hóquei sobre a grama, e que, no ano passado, trabalhou como treinadora de goleiros da seleção brasileira masculina de hóquei na preparação para a World League, Round 1, faleceu nesta segunda-feira, 12 de janeiro, seis dias após ter completado 30 anos de idade.
 
Inge atuava na Holanda, principal liga de hóquei do mundo, e era uma das melhores goleiras da liga holandesa.
 
Inge era muito querida por suas companheiras de time e pelos membros das comissões técnicas das seleções de hóquei, e deixará saudades no hóquei brasileiro.
 
A CBHG e a comunidade brasileira do hóquei estão de luto e lamentam profundamente o ocorrido."
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook