Museus de Londres continuam lotados mesmo com Olimpíadas

Museu Britânico esteve lotado, mesmo com os Jogos Olímpicos / Foto: Humberto Deveza / EAMuseu Britânico esteve lotado, mesmo com os Jogos Olímpicos / Foto: Humberto Deveza / EA

Londres - Nem todos os turistas que vieram para a capital inglesa neste verão estão em busca de acompanhar as disputas dos Jogos Olímpicos. Boa parte deles estão na terra da rainha para aproveitar as dezenas de atrações fixas que fazem parte da história de Londres. Algumas delas, inclusive, de graça, atraem multidões mesmo em uma segunda-feira chuvosa.

Hoje, dois museus opostos em relação à arte que exibem estavam completamente lotados, com turistas e londrinos. O maior deles, o famoso Museu Britânico, é também o mais antigo: sua construção data do século XVIII, exatamente no ano de 1753. Um verdadeiro labirinto, com alas divididas de acordo com o continente ou país a que as obras pertencem. No espaço reservado para o Egito, por exemplo, sarcófagos e múmias chamam a atenção dos visitantes.

Museu do Sherlock Holmes também recebeu muitos visitantes / Foto: Humberto Deveza / EAMuseu do Sherlock Holmes também recebeu muitos visitantes / Foto: Humberto Deveza / EA

Uma das visitantes, a brasileira Carla Machado, de Teresina, estava encantada com o tamanho do museu e com a imensidão de obras exibidas. Ela, que veio para ver as Olimpíadas, tinha a segunda-feira livre e resolveu aprimorar um pouco seu conhecimento artístico. "Vir a Londres e não ir a um museu é praticamente impossível. São tantos e tão variados", comenta. A escolha pelo Britânico foi a mais acertada, já que ela queria ver de tudo um pouco.

Se no Museu Britânico a arte é abrangente, com espaço para todos os povos, no Museu do Sherlock Holmes só se vê coisas relacionadas a uma pessoa: o famoso personagem das histórias policiais. Desde a entrada até os três andares que se sucedem de quartos e salas, além do último andar, apenas com um banheiro, os objetos lembram o investigador, quando não são mesmo ele, em bonecos de cera. A semelhança com o Museu Britânico talvez esteja na capacidade de encher de gente seus espaços.

Mas mesmo em Museu é possível ser lembrado do maior evento esportivo do mundo que Londres recebe neste verão. No Britânico, por exemplo, há uma ala reservada apenas para os Jogos Olímpicos. E muito concorrida, por sinal, com flashs a todo momento.

 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook