Brasileiros brilham em competições Sul-Americanas de esporte na neve

Fabrizio Borguignon e Mirlene Picin  / Foto: CBDN/DivulgaçãoFabrizio Borguignon e Mirlene Picin  / Foto: CBDN/Divulgação

Chile - O Brasil teve mais uma importante conquista na neve nesta semana. A primeira etapa da Copa Sul-Americana de Biathlon aconteceu entre os dias 9 e 12, em Río Blanco - Chile e Mirlene Picin foi destaque. A atleta conquistou a segunda posição entre as sul americanas em todas as provas das quais participou.
 
Vale lembrar que o evento abrange também países de fora da América do Sul, como Rússia e Estados Unidos. Na classificação geral (com atletas de fora do continente), Picin se consagrou em 4º lugar geral em todas as provas (Perseguição, Sprint e Mass Start).
 
Além de Picin, Fabrizio Borguignon também esteve presente em Río Blanco e representou o Brasil nas provas masculinas. Entretanto, por conta da falta de neve, a prova de Biathlon (ski e tiro) foi modificada para Cross Biathlon (corrida e tiro). O atleta nunca havia disputado provas neste formato, porém, encarou a mudança como aprendizado e mais uma experiência na carreira.
 
“Foi a primeira vez que participei desse tipo [de prova], foi bom como experiência, apesar de não estar preparado para correr e sim para esquiar. Fiquei contente com a experiência e com a minha participação”.
 
Em 4 dias de campeonato, foram disputadas provas de Perseguição 2km e 5km, Sprint 3km, e Mass Start 2km e 5km, nas categorias masculina e feminina. A próxima etapa válida como Copa Sul-Americana de Biathlon será em Bariloche, de 27 a 30 de agosto.
 
Ski Cross Country - Nossos atletas continuaram brilhando na Argentina nesta semana. Após o Campeonato Brasileiro de Ski Cross Country, realizado em Ushuaia, foi a vez dos brasileiros conquistarem medalhas na competição Sul-Americana.Com domínio nas provas provas juniores, além da categoria adulta, sete competidores garantiram bolsas auxílio internacionais pelo desempenho no evento.
 
Manex Silva, Matheus Vasconcellos, Lucas Lima, Yuri Rocha e Rhaick Bomfim foram os contemplados com a bolsa na categoria junior. Os atletas brasileiros se sobressaíram perante os outros competidores e tomaram conta do pódio de todas as provas. Manex foi o destaque da etapa, com ouro nas provas de Distance Freestyle e Clássico, e Sprint Clássico.
 
Na categoria adulta, mais duas bolsas foram concedidas por resultado satisfatório em Ushuaia. Bruna Moura conquistou o ouro na prova de Distance Clássico e garantiu a bolsa. No masculino, Victor Santos levou a prata na prova de Sprint Clássico e bronze no Distance Clássico, o que também lhe garantiu o auxílio.
 
Entenda sobre as bolsas internacionais - As bolsas internacionais são da categoria bolsa atleta, concedida pelo governo federal brasileiro. Nesta competição, o benefício foi concedido apenas para aqueles que terminassem uma disciplina entre os três primeiros colocados.
 
Filiada ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB), à Federação Internacional de Esqui (FIS) e à União Internacional de Biathlon (IBU) e parceira do Comitê Paralímpico Brasileiro, a CBDN é a entidade nacional de administração dos esportes olímpicos e paralímpicos de neve no Brasil, tendo iniciado com o Esqui Alpino em 1966, graças aos esforços do esquiador Domingos Giobbi, então presidente do Clube Alpino Paulista. Hoje, conta com as modalidades Ski Alpino, Snowboard, Ski Cross Country, Biathlon de Inverno, Ski Freestyle, Snowboard Adaptado e Ski Cross Country Adaptado, além de promover o Rollerski, o Biathlon de Verão e o Esqui na Grama.
 
Veja Também: 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook