Ana Sátila está na semifinal no K1 Feminino em Londres | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Ana Sátila está na semifinal no K1 Feminino em Londres

Ana Sátila / Foto: Divulgação

Londres - A canoísta Ana Sátila está mostrando em pistas de todo o mundo porque é a principal promessa da Canoagem Slalom do Brasil para os Jogos Olímpicos Rio 2016.
 

Em Londres, a jovem de apenas 19 anos estreou nesta quarta-feira (16) no Mundial Sênior e garantiu vaga na semifinal do K1 Feminino, categoria olímpica que será disputada ano que vem no Brasil. Com o tempo de 95.63 segundos ela garantiu a 11a posição em uma descida que teve apenas um toque no 13o obstáculo.

“Mundial é sempre mais difícil do que qualquer competição. Estou muito feliz com a descida” comemorou Sátila que já prevê maior dificuldade na próxima etapa. “Na semifinal já muda a história, é mais concentração, é só uma descida para você acertar, mas vou estar mais focada e com o objetivo bem claro”, lembrou a atleta que tenta superar o resultado obtido na edição de 2014 do evento quando conquistou o 11o lugar geral.
 
A atleta mais rápida da categoria foi a francesa Emilie Fer, atual campeã olímpica do K1 Feminino conquistado em 2012 no mesmo local desta competição: o Lee Valley White Water Stadium. A canoísta de 32 anos garantiu a classificação na primeira descida fazendo o tempo de 90.95 segundos. “Foi uma boa prova, sabia que era apenas a qualificação, mas não foi fácil entrar na disputa. Eu prefiro o último dia, porque você sabe o que tem que fazer. A qualificação é mais difícil mentalmente, mas foi um bom dia”, analisou a francesa.
 
Outros brasileiros que competiram hoje foram as duplas do C2 Masculino. Enfrentando os melhores do mundo eles não conseguiram vaga para a semifinal. De acordo com Guille Diez-Canedo, auxiliar técnico da Equipe Brasileira, os canoístas fizeram uma boa prova. Ele destaca a dupla Charles Corrêa e Anderson Oliveira que ficou em 10o lugar com o tempo de 98.19 segundos, mas não foi suficiente para superar o nível técnico dos outros competidores.
 
“Na segunda descida, do primeiro ao quinto os atletas tinham menos de um segundo e meio de diferença, o nível foi muito forte”, explicou. Para Corrêa um “escorregão e um toque” na segunda descida complicou um pouco o desempenho final, mas eles sabiam que o desafio era complicado. “Sabíamos que o Mundial seria difícil. Vamos agora trabalhar mais para diminuir a diferença do melhor barco”. A outra dupla formada por Pedro Aversa e Rafael Souza ficou em 19o lugar com 111.34 segundos.
 
Nesta quinta-feira (17), Ana Sátila competirá novamente agora pelo C1 Feminino, modalidade que não é olímpica. Também será a vez das disputas pelo C1 Masculino com os brasileiros Felipe Borges, Leonardo Curcel e Thiago Serra. As provas terão início ás 06:30 da manhã pelo horário de Brasília.
 
Os canais SPORTV transmitem o evento diretamente de Londres no sábado (19) das 9 às 10 da manhã, e no domingo (20) às 17h.
 
Remadas na água e o olhar técnico na telinha!
 
Enquanto os atletas estão dando o máximo nas corredeiras a equipe técnica fica de olho na descida através da transmissão em vídeo. O principal objetivo é avaliar a qualidade das remadas para avaliar junto com aos atletas estratégias de como melhorar a performance. “No final a média de cada prova é de um minuto e trinta segundos. Se você ver na velocidade normal não dá para apreciar alguns detalhes, que no vídeo analisando sim”, comenta Guille.
 
Ainda segundo o auxiliar técnico o vídeo é estratégico para comparar as remadas dos atletas com os principais concorrentes. “Conseguimos colocar um atleta do lado do outro e fazer uma avaliação bem técnica, nos dá uma informação muito útil”, complementa.
 
O serviço de transmissão é fornecido pela organização do evento e coordenado pela ICF – Federação Internacional de Canoagem para todas as delegações participantes da competição, é possível gravar todas as descidas desejadas de acordo com a estratégia de cada País.
 
Brasileiros no Rio 2016 - Por ser o país-sede dos Jogos Olímpicos ano que vem o Brasil já tem a vaga garantida nas categorias da Canoagem Slalom. Os atletas que irão participar do evento serão conhecidos no ano que vem, onde haverá uma seletiva nacional em março de 2016 de onde sairão os representantes para as disputas de competições internacionais. Antes do Rio 2016 haverá três etapas da Copa do Mundo e o competidor brasileiro que conquistar a melhor colocação no ranking internacional depois dessas provas estará classificado para representar o Brasil nos Jogos Olímpicos.
 
Equipe Brasileira - Atletas - K1 e C1 Feminino – Ana Sátila
K1 Masculino – Pedro Gonçalves, Ricardo Taques e Fábio Scchena
C1 Masculino – Felipe Borges, Leonardo Curcel e Thiago Serra
C2 Masculino – Charles Corrêa e Anderson Oliveira // Rafael Souza e Pedro Aversa
 
Equipe Técnica: Ettore Ivaldi (Treinador)
Guille Diez-Canedo (Auxiliar Técnico)
Diórgenes Antunes (Fisioterapeuta)
Gustavo Brandão (Preparador Físico e Fisiologista)
Fábio Canhete (Comunicação)
 
Veja Também: 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook