Rodrigo Lobo e Flávia Meyer vencem o Ironman 70.3 Fortaleza 2019

Rodrigo Lobo comemora a vitória no pódio / Foto: Fábio Falconi/Unlimited SportsRodrigo Lobo comemora a vitória no pódio / Foto: Fábio Falconi/Unlimited Sports

Fortaleza - O dia foi brasileiro no Ironman 70.3 Fortaleza. Os triatletas Rodrigo Lobo, de São Paulo, e Flávia Meyer, do Paraná, venceram a prova realizada  na manhã deste domingo, na Praia de Iracema. Vice-campeões no ano passado, ambos não deixaram escapar o topo do pódio. 
 
Rodrigo completou os 1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21,1 km de corrida com o tempo de 4h14min20seg, com mais de dois minutos de vantagem para o segundo colocado, o tricampeão José Belarmino,  4h16min51seg. O terceiro lugar foi de Francisco Marcelo Brandão Júnior, com 4h17min26seg.
 
Já Flávia teve um pouco mais de folga, marcando tempo de 4h43min55seg. A segunda colocada, dona de dois títulos em Fortaleza, foi Cláudia Dumont, com a marca de 4h48min22seg, enquanto a terceira foi Ana Augusta Lima Soares Barbosa, com 4h56min11seg. 
 
Em sua nova data – passou de novembro para junho -, o Ironman 70.3 reuniu, em sua sexta  edição, 750 inscritos de nove países, classificando 40 atletas para o Mundial de Ironman 70.3, em Nice. Em um domingo que começou nublado, ao término da prova o calor e o vento exigiram bastante dos competidores como já é tradicional na cidade. Com a largada em ondas, a definição tornou o fim da prova no masculino ainda mais emocionante, pois era necessário descontar a diferença das saídas.
 
Rodrigo, que largou mais cedo, fez uma ótima prova e cruzou em primeiro. Mas teve de esperar a chegada do amigo José Belarmino, que venceu em três oportunidades, para comemorar o primeiro lugar. “Independente do resultado, o importante é fazer uma boa prova e comemorar com esse povo cearense que é incrível e não deixa de apoiar um minuto que seja”, declarou.
 
O vencedor ainda destacou as dificuldades na prova. “Imaginávamos que com a mudança de data teríamos menos vento e o calor não seria tão complicado. Mas não aconteceu  isso, pois tivemos bastante vento na volta e o calor, no final, ao entrar na cidade, castigou bastante. Mas o importante foi ter chegado e garantido o primeiro lugar, completou.
 
Do frio para o calor intenso - A disputa do feminino, com todas as competidores largando juntas, foi mais direta e, nem por isso, menos emocionante. Claudia Dumont e Flávia Meyer, primeira e segunda no ano passado, respectivamente, repetiram a boa disputa também em 2019. Porém, desta vez, a conquista foi de Flávia.
 
Natural de Curitiba, ela fez bonito neste domingo. Esteve sempre brigando na frente e conseguiu vencer e melhorar seu desempenho do ano passado. A triatleta também ressaltou o clima. “O calor aqui é complicado. Sai de sete graus em Curitiba para 30 aqui. Não estamos acostumados a correr com essa temperatura e sofremos muito. O ano passado  bati na trave, mas este ano deu certo e consegui o primeiro lugar”, disse a campeã, de 37 anos.
 
Resultados 2019 – 70.3
 
Masculino
1) Rodrigo Lobo 36 (BRA/M3539), 04:14:20
2) José Belarmino 42 (BRA/M4044), 04:16:51
3) Francisco Marcelo Brandão Júnior 38 (BRA/M3539), 04:17:26
 
Feminino
1) Flávia Meyer 37 (BRA/F3539), 04:43:55
2) Claudia Dumont 42 (BRA/F4044), 04:48:22
3) Ana Augusta Lima Soares Barbosa 33 (BRA/F3034), 04:56:11
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook