Brasil pode superar Cuba no quadro de medalhas do Pan após 48 anos

Brasil x Cuba no vôlei masculino: países brigam também no quadro de medalhas geral do Pan / Foto: William Lucas / inovafotoBrasil x Cuba no vôlei masculino: países brigam também no quadro de medalhas geral do Pan / Foto: William Lucas / inovafoto

Rio de Janeiro - A atual situação do quadro de medalhas dos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015 dá uma dianteira folgada ao Brasil. Até a noite desta segunda-feira, foram 30 medalhas de ouro para a equipe verde e amarela, que ocupa a 3ª posição, contra apenas 23 dos cubanos, em 5º (uma surpreendente Colômbia ocupa a quarta colocação, com 24 ouros). 

Historicamente, porém, a situação costuma ser diferente. A última vez que o Brasil esteve à frente de Cuba no quadro de medalhas pan-americano foi nos Jogos de Winnipeg 1967, também no Canadá. À época, o vitorioso programa esportivo educacional do governo Fidel Castro havia sido implantado a pouco e estava em fase de estabilização. Não à toa nos Jogos anteriores, em 1963, o Brasil também esteve à frente de Cuba - foram as duas únicas edições em que isso ocorreu desde então. 

O problema é que, na segunda metade do Pan, Cuba costuma se dar muito bem. Isto porque as finais do boxe e do atletismo, esportes em que a ilha caribenha se consagra com uma chuva de medalhas de ouro, estão começando agora. 

O desempenho até aqui, mesmo assim, é surpreendente. A queda do desempenho de Cuba pode ser explicada com base nas várias deserções de atletas (em Toronto 2015, inclusive, atletas do levantamento de peso e da canoagem desertaram) e na diminuição do investimento no esporte da ilha.

Chefe da delegação brasileira em Toronto, Bernard Rajzman, disse que o objetivo, porém, não é estar à frente dos cubanos. "Não temos adversário a bater. Nosso conceito é superar a melhor performance. Se for (bater) Cuba...o Canadá em casa vai ter obviamente a melhor performance da história deles. Cuba tem mais medalhas em esportes individuais. Nossa meta não é ficar à frente ou atrás de alguém. O que queremos é estar em uma final de atletismo, semifinal, final", explicou.

Veja Também: 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook