Imprevisíveis, resultados de vela oceânica apontam equilíbrio na HPE

SER Glass na liderança da HPE / Foto: Aline Basso / BalaioSER Glass na liderança da HPE / Foto: Aline Basso / BalaioIlhabela - A classe HPE comprova sua consolidação da Copa Suzuki Jimny, um dos principais eventos de vela oceânica do País. Com preço acessível, rápida e com a presença de medalhistas olímpicos, campeões mundiais e pan-americanos, a categoria é marcada por regatas equilibradas envolvendo 22 barcos em duas etapas. A tabela de classificação reflete essa situação com três equipes praticamente empatadas. O resultado acumulado do Circuito Ilhabela aponta o SER Glass Eternity (Marcelo Bellotti) na liderança com o mesmo número de pontos do Jimny/Take Ashauer (Marcos Ashauer). Com um ponto atrás vem o SX 4/Bond Girl (Rique Wanderley). O atual campeão, o Ginga (Breno Chvaicer), segue em quarto e firme na disputa pelo título de 2012.

"Estamos muito contentes com os resultados alcançados até agora. A equipe está mais entrosada e nós conseguimos velejar cada vez melhor. A classe HPE é muito competitiva e os resultados mostram que podemos brigar de igual para igual com os melhores velejadores do Brasil", diz Marcelo Bellotti, comandante do SER Glass Eternity.

A última etapa, chamada de Warm Up, foi finalizada no início do mês com vitória do Relaxa Next (Roberto Mangabeira), que não aparece entre os cinco primeiros no geral. O SX4/Bond Girl, por exemplo, não conseguiu andar na frente e perdeu a liderança. Por isso, e também pela proximidade da Rolex Ilhabela Sailing Week (julho), a equipe de Rique Wanderley intensificou os treinos no litoral norte paulista.

"Sentimos a falta de treinos no Warm up. Até a Rolex temos que melhorar manobras e ganhar mais ritmo. A classe é equilibrada e forte, a tendência é que as regatas sejam apertadas e bem disputadas até a última etapa da Copa Suzuki", explica Rique Wanderley.

Em segundo na tabela, o Jimny/Take Ashauer conseguiu manter boa média na última etapa ficando entre os 10 primeiros da flotilha. "Ficamos muito contentes com os resultados do time nessa segunda etapa da Copa Suzuki Jimny. Andar junto com os profissionais demonstra que estamos evoluindo. O HPE é um barco no qual todos andam muito juntos, e qualquer deslize custa várias posições. Pudemos aprender mais um pouco sobre o barco e melhoramos as manobras. Estamos trabalhando a nossa lista de oportunidades de melhoria", adianta Cassio Ashauer. "Como ainda tem muita regata pela frente, temos que aproveitar a boa a fase na qual estamos andando perto dos melhores e aprender com eles".


Demais classes - O líder acumulado da ORC é o antigo Touché, hoje batizado de Tomgape (Ernesto Breda). Na ORC 30 pés, o melhor aproveitamento em duas etapas é do Sextante (Thomas Leomil Shaw). Na BRA-RGS A, a ponta é do Fram (Felipe Aidar). Na subdivisão B, o líder é o Nomad (Márcio Dottori), na C o Ariel (Luis Pimenta) e na Cruiser, o Helios II - Hospital Sírio Libanês (Marcos Lobo). Entre os barcos de one-design da C30, mesmo com a ascensão do Loyal (Marcelo Massa), o primeiro colocado é o Barracuda/Matrix (Humberto Diniz).

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook