Seis equipes do exterior no Tour do Brasil 2014

EPM Une Ciclismo, de Portugal/ Foto: DivulgaçãoEPM Une Ciclismo, de Portugal/ Foto: Divulgação

São Paulo - Principal evento do ciclismo nacional e um dos melhores do Continente, o 10º Tour do Brasil/Volta Ciclística de São Paulo será o destaque entre os dias 9 e 16 de fevereiro. A competição, válida pelo ranking da União Ciclística Internacional (UCI), reunirá as melhores equipes de estrada do país e de outras cinco nações, numa disputa de técnica, resistência e velocidade. Serão mais de mil quilômetros por estradas paulistas e mineiras (a penúltima etapa terminará em Monte Verde), com trechos rápido, sinuosos e muitas subidas, onde a habilidade e preparo de todos serão testados.
 
Ao longo de suas nove edições, o Tour do Brasil trouxe representantes de todos os Continentes. A presença destas equipes proporcionou um importante intercâmbio, contribuindo para desenvolver o esporte no país. Curiosamente, apenas uma vez uma equipe de fora venceu, em 2009, quando a Barbot/Siper/Azeite Vila Flor, de Portugal, levou a melhor. Para este ano, times da Colômbia, Paraguai, Portugal, Itália e a seleção da Rússia brigarão pelos títulos com as equipes nacionais.
 
O ciclismo colombiano terá dois fortes representantes, a EPM Une Ciclismo e a 472. A EPM Une Ciclismo, criada em 1999, terminou a temporada 2013 na quinta colocação da UCI America Tour - foi a 1ª em 2011 -. No ano passado venceu a Volta da Colômbia e o Tour do Rio. Já 472 compete profissionalmente desde 2006, sendo que na temporada passada venceu eventos como A Volta de Léon e o Tour da Alsácia. Completando a relação de sul-americanos estará a Start-Trigon Cycling Team, do Paraguai, 22ª no UCI América Tour. O representante paraguaio começou em 2011 e disputa provas em três Continentes.
 
A Androni Giacattoli - Venezuela é uma das principais equipes italianas. Criada em 1996, disputa o Circuito Continental da UCI e também o Pro Tour (convidada). No ano passado venceu a Volta da Venezuela e o Giro di Toscana, entre outros. Depois de se destacar na categoria Sub-23, a OFM/Quinta da Lixa - União Ciclistas Sobrado, de Portugal, fez sua estreia no profissional em 2013. A equipe tem se destacada em provas internacionais e aposta num bom resultado no Brasil.
 
A seleção da Rússia completará a relação de estrangeiros no 10º Tour do Brasil/Volta Ciclística de São Paulo. Com um grupo que mescla atletas experientes e novatos, os destaques são Artur Ershov, segundo colocado no Europeu de Estrada em 2013, e Ivan Savitsky, campeão europeu de Sub-23, primeiro em perseguição por equipes, e vice-campeão do Tour do Báltico, todos no ano passado, entre outros.
 
O percurso da décima edição incluiu novas cidades, como Barueri, Botucatu, Brotas e Águas de Lindóia, além de Monte Verde. Permaneceram Sorocaba, Atibaia e São Paulo. Outra novidade é a etapa final, com um circuito de aproximadamente 70 km na Praça de República, em pleno centro da capital paulista, válido também como a Copa da República de Ciclismo, proporcionando uma encerramento emocionante para a competição.
 
O roteiro é o seguinte: 9/02, Barueri/Sorocaba; 10/02, Sorocaba/Botucatu; 11/02, Botucatu/Brotas; 12/02, Brotas - Contrarrelógio; 13/02, Brotas/Águas de Lindóia; 14/02, Águas de Lindóia/Atibaia; 15/02, Atibaia/Monte Verde(MG); 16/02 - São Paulo - Circuito no Centro. 
 
Vale lembrar que o time Funvic, então em Pindamonhangaba, venceu a última edição em 2012, tornado-se bicampeão. No individual, o vencedor foi Magno Nazaret, da mesma equipe.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook