Caio Souza fica em 13º no individual geral do Mundial de Ginástica

Caio Souza - Mundial de Ginástica Artística  / Foto: Ricardo Bufolin/CBGCaio Souza - Mundial de Ginástica Artística / Foto: Ricardo Bufolin/CBG

Alemanha - O brasileiro Caio Souza finalizou de forma excelente sua participação no Campeonato Mundial de Ginástica Artística, que está sendo realizado em Stuttgart (ALE).
  
Nesta sexta-feira (11), ele terminou em 13º lugar na final do individual geral, alcançando um total de 83,765, nota superior à da prova classificatória (81,897). Com este resultado, ele repete a posição obtida no Mundial de 2018, em Doha e ratifica sua regularidade nesta prova, em sua terceira final consecutiva na competição.
 
Caio teve seu melhor desempenho nas paralelas, quando alcançou a nota 14,700. Sua segunda melhor nota foi no salto, com 14,366, tirando na sequência 13,933 nas argolas, 13,900 na barra fixa, 13,833 no solo e 13,033 no cavalo com alças. Nas argolas e na barra o brasileiro terminou com a oitava melhor nota da final.
 
Após a prova, Caio Souza fez uma análise de sua participação e disse que sai da Alemanha com a sensação de dever cumprido. “Estou muito feliz com o meu Mundial. O fato de fazer uma final sem quedas já é muito importante. Também fiquei feliz por melhorar a minha marca em relação ao último Mundial [81,798]. Saio de cabeça erguida, com a certeza de que fiz o melhor que podia. Independentemente de posição final, eu fiz o meu trabalho do jeito que treinei, isso é o mais importante”, disse o ginasta brasileiro, consciente de que detalhes o impediram de conseguir um resultado ainda melhor.
 
“A Ginástica é feita de detalhes. É um esporte onde tudo pode mudar conforme os aparelhos. Por exemplo, o americano [Samuel Mikulak] estava liderando, mas numa queda no cavalo, foi para baixo na classificação. As diferenças são mínimas entre os ginastas, mas de modo geral, acho que o Brasil está de parabéns pelo desempenho aqui. Estamos trabalhando para ficar no topo e vamos nos manter por muito tempo”, afirmou Caio Souza.
 
Para Ricardo Yokoyama, um dos treinadores da Seleção Brasileira masculina neste Mundial de Stuttgart, a competição de Caio nesta final foi excelente.
 
“No geral, esteve muito bem. Nunca havia obtido uma pontuação assim nos Mundiais em que participou, aumentando inclusive dois pontos em relação ao ano passado, apesar de manter a mesma colocação. Vale lembrar que este foi um Mundial muito forte, onde todos buscavam uma vaga olímpica. Foi ótimo ainda por ele ter conseguido corrigir a falha que teve no primeiro dia da competição”, disse Ricardo, referindo-se à queda na barra, na competição por equipe, quando o Brasil conquistou a vaga olímpica para a Olimpíada de Tóquio.
 
Zanetti busca nova medalha nas argolas - Neste sábado (12), a Ginástica masculina do Brasil disputará sua segunda final individual no Campeonato Mundial. Em busca de sua quinta medalha na competição, Arthur Zanetti disputará a final das argolas. A prova, que acontecerá no Hanns Martin Schleyer Halle, em Stuttgart, começará às 14h06 (horário de Brasília).
 
Na qualificação, Zanetti se classificou com a segunda melhor nota, 14,700, ficando atrás apenas do turco Ibrahim Colak, que tirou 14,858. O francês Samir Ait Said e o grego Eleftherios Petrounias também alcançaram a mesma nota do ginasta brasileiro na qualificação.
 
Arthur Zanetti busca neste sábado sua quinta medalha em Mundiais de Ginástica Artística. Das quatro conquistadas por ele nas argolas, uma é de ouro (2013) e três de prata (2011, 2014 e 2018).
 
Programação do Brasil no Mundial de Ginástica Artística
 
12/10 (Sábado)
11h – Finais por aparelho: solo, cavalo com alças e argolas masculino; salto e assimétricas feminino
 
13/10 (Domingo)
8h – Finais por aparelho: salto, paralelas e barra fixa masculino; trave e solo feminino
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook