Gilbert Klier Junior inicia nova etapa na carreira em 2019

Gilbert representou o Brasil nos Jogos da Juventude  / Foto:  Sergio Llamero / ITFGilbert representou o Brasil nos Jogos da Juventude / Foto: Sergio Llamero / ITF

São Paulo - O brasiliense Gilbert Klier Junior inicia nova etapa de sua carreira a partir da temporada 2019. Após resultados de destaque no juvenil, aparecendo como uma das promessas da nova geração no Brasil, o tenista de 18 anos começará o ano voltado para o circuito profissional da ATP. 
 
No calendário, uma sequência de torneios de nível Future e Challenger, além de possíveis convites aqui no País em disputas como o Rio Open (ATP 500) e o Brasil Open (ATP 250). Com um histórico em revelar bons tenistas, a Capital Federal, com Gilbert, vem confirmando isso mais uma vez.
 
“É como se eu começasse a jogar de novo. Já estou iniciando a pré-temporada, com a expectativa de um bom ano no profissional”, afirma Gilbert, que tem o patrocínio de Belmont Esportes e Yonex, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis (CBT), e continuará treinando na academia Tennis Route, do Rio de Janeiro (RJ).
 
Na expectativa do início de sua carreira como profissional, Gilbert viveu a emoção de ser escolhido nesta segunda-feira (17) à noite o melhor atleta olímpico masculino do Prêmio Brasília Esporte 2018. A cerimônia foi realizada no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, na Capital Federal, premiando os melhores atletas olímpicos e paralímpicos do Distrito Federal neste ano. 
 
Já nesta quinta-feira (20), Gilbert participa de um evento no Clube do Exército, em Brasília, a partir das 10h, marcando o encerramento da etapa como juvenil e a nova fase em 2019. Será um Festival Kids, com o tenista batendo bola com crianças de 8 a 10 anos.
 
Vitórias e títulos - Na temporada de 2018, Gilbert alcançou o décimo lugar no ranking mundial juvenil da ITF, encerrando sua participação na categoria na 11ª colocação, após a disputa de 20 torneios pelo mundo. Um ano em que comemorou vitórias e títulos no Circuito Mundial Junior ITF e garantiu vaga nos três Grand Slam de Juniores - Roland Garros, Wimbledon e US Open, chegando nas quartas de final em Wimbledon (simples)  - melhor resultado de um brasileiro desde 2008 - e US Open (duplas).
 
Na Argentina, mais um momento marcante na carreira de Gilbert em 2018: conquistou a medalha de bronze para o Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires, sendo o único representante do País no tênis.
 
Pelo Circuito Mundial Junior ITF 2018, comemorou resultados importantes: ficou com o título de simples do Torneio de Maryland, nos Estados Unidos, preparatório para o US Open; foi campeão de duplas da Plovdiv Cup, na Bulgária, com o também brasileiro Igor Gimenez, e vice ao lado de Natan Rodrigues, do Brasil, no 23º Open International de Beaulieu-sur-Mer, na França. Conquistou os títulos de simples e duplas – com Natan – da Copa Paineiras, em São Paulo (SP) e foi campeão do Sesc Open de Tênis (PRO CBT), realizado em Brasília.
 
Na Turquia, em abril, Gilbert disputou seus dois primeiros torneios profissionais, ambos Future, marcando dois pontos no ranking da ATP, ao passar pelo qualifying  - após vencer três rodadas - e ir até as quartas de final da chave principal. No Brasil, em outubro, em São Carlos (SP), e em novembro, em São Paulo (SP), somou mais dois pontos, ao chegar nas duas vezes à segunda rodada. Atualmente, ocupa o 1.288º lugar no ranking da ATP.
 
Em 2018, foram três vitórias diante do argentino Sebastian Baez - que chegou a liderar o ranking mundial juvenil -, assim como contra outros jogadores entre os primeiros do mundo, como o búlgaro Adrian Andreev e o sérvio Marko Miladinovic. “Um ano muito bom no juvenil, incrível mesmo”, garante Gilbert. Agora, o circuito profissional. “Vou entrar na quadra pensando em jogar meu melhor, pois sei que os resultados virão como consequência”, completa.
 
Veja Também: 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook