Megaeventos esportivos ajudam a divulgar modalidades pouco conhecidas no País

Jogos Olímpicos beneficiaram a divulgação do Rugby / Foto: Mario Henrique / ZDLJogos Olímpicos beneficiaram a divulgação do Rugby / Foto: Mario Henrique / ZDLSão Paulo - "Não é novidade que o futebol é o esporte favorito do brasileiro. Todavia, além de sediar uma Copa do Mundo, o País receberá os Jogos Olímpicos. Com isso, modalidades menos conhecidas e não privilegiadas pela mídia podem ganhar um espaço importante". É o que afirma Ricardo Silva Gomes, CEO da SStudio & Entretenimento.

Segundo Ricardo Silva, modalidades como atletismo, judô, vela, ginástica, natação, entre outras do programa olímpico, ganham mais visibilidade e assim conquistam novos adeptos. "Os Jogos Olímpicos são um importante instrumento de integração da população com o esporte, especialmente para as crianças e jovens. Com a variedade de modalidades presentes e a cultura esportiva em alta, a prática esportiva das modalidades ‘não convencionais’ torna-se mais interessante", acrescenta o especialista.

Além disso, o êxito de atletas brasileiros nesses esportes gera espaço na mídia e na lembrança da população. "Bons resultados durante a preparação para os Jogos fazem surgir novos ídolos e isso certamente contribui para atrair novos praticantes. A figura do ídolo motiva", ressalta Ricardo Silva.

Contudo, não é só a população que ganha com prática de novas modalidades. Elas também se fortalecem com a maior visibilidade na mídia. "Esse é o momento ideal para que as modalidades consideradas ‘menores’ consigam apoio e patrocínio", analisa Ricardo Silva.

Empresas grandes já estão apostando na geração que brigará por medalha no Rio de Janeiro, em 2016. O Bradesco, por exemplo, selou até o momento parceria com seis confederações (basquete, esportes aquáticos, judô, remo, rugby e vela). A Petrobras está apoiando cinco entidades (boxe, esgrima, taekwondo, remo e levantamento de peso). Tanto empresas estatais como grandes marcas privadas ganham credibilidade com o público alvo ao tomar essa iniciativa. Isso contribui para que o esporte no geral cresça em todo País.

Neste sentido, o Sports Business, um dos maiores encontros de negócios do esporte da América Latina, mostra-se o espaço ideal para debater os rumos do esporte no Brasil para os próximos anos. "Os temas são extremamente pertinentes ao momento do País e da indústria esportiva nacionais. Promovendo a troca de experiências e a reunindo os principais profissionais do mercado pode-se otimizar os ganhos em todos os aspectos", comenta Ricardo Silva, que também é mediador e responsável pelo conteúdo do evento.

Sobre o Sports Business 2011 - O congresso chega à sua 28ª edição em 2011. O Sports Business está marcado para os dias 17,18 e 19 de agosto, no Palácio das Convenções do Anhembi em São Paulo e terá a participação dos maiores profissionais do mercado esportivo mundial.

Dividido em quatro temas centrais o Sports Business apresentará demandas, estratégias e cases de sucessos atuais dos principais líderes e profissionais do esporte mundial sobre importantes segmentos do mercado como:

• Infraestrutura e Instalações;
• Turismo Esportivo;
• Materiais e Equipamentos;
• Marketing Esportivo.

Além disso, a programação conta com encontros reservados, reuniões e rodadas de negócios. Farão parte da programação desta edição grandes nomes do mercado esportivo.

Especialistas nacionais e internacionais são destaque - O congresso terá dois painéis diários, que contarão com a presença de especialistas renomados em suas áreas de atuação. Casos do norte-americano Gary Pluchino, que participou dos últimos 10 Jogos Olímpicos (Verão e Inverno) e ficou reconhecido pelo chamado "marketing olímpico", e do alemão Mike de Vries, especialista em marcas e criador do projeto "Germany - Land of Ideas (Alemanha - Terra das Ideias)", uma iniciativa de marketing nacional feita para a Copa de 2006.

Entre os brasileiros, destaque para as palestras de Ricardo Leyser Gonçalves, secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento no Ministério do Esporte; Antonio Zambelli, diretor de marketing do Grupo Seara/Marfrig; e Bernardo Carvalho, diretor executivo do Instituto Rio 2014/2016.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook