Adriana corre na Meia Maratona de Lisboa

Adriana: ouro no PAN  / Foto: Wagner Carmo/CBAtAdriana: ouro no PAN / Foto: Wagner Carmo/CBAtSão Paulo - Um mês depois de conseguir o índice olímpico para Londres-2012 e de bater o recorde sul-americano da maratona, Adriana Aparecida da Silva volta às competições. 

Ela disputa no domingo, dia 25 de Março, a 22ª Meia Maratona de Lisboa, considerada uma das mais rápidas da Europa, com percurso plano e destaque para a Ponte 25 de Abril, cartão-postal da capital lusitana, onde será dada a largada às 07:30 no horário de Brasília.

 "A Meia Maratona de Lisboa faz parte de meu treinamento para a Olimpíada. Meu melhor resultado na distância é de 1:13:16 e tenho certeza que posso fazer pelo menos um minuto mais rápido", comentou a atleta nascida na cidade paulista de Cruzeiro, no dia 22 de julho de 1981.

Adriana, que ganhou a medalha de ouro na maratona dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México, logo na abertura do torneio de Atletismo (2:36:37), não ficou surpresa com o índice olímpico e o recorde sul-americano alcançados no dia 26 de fevereiro, quando terminou em 9º lugar na Maratona de Tóquio, com o tempo de 2:29:17. O índice exigido é de 2:30:07 e o recorde anterior era de Carmem de Oliveira, com 2:29:34, estabelecido em Nagoia, também no Japão, em 1996.

"Desde o ano passado, sei que estou preparada para correr a maratona em menos de 2:30. Tentei no PAN, mas a altitude e o calor me atrapalharam. Agora, em Tóquio, tudo deu certo e consegui um bom resultado", comentou a fundista do Pinheiros/Asics, treinada por Cláudio Castilho.

Líder do Ranking Nacional da maratona em 2010, com 2:32:30, e de 2011, com 2:33:48, Adriana é terceira brasileira a correr os 42,195 km em menos de 2:30. Antes, apenas Carmem de Oliveira e Marcia Narloch haviam obtido tal feito. Carmem tem 2:29:34, em Nagoia, e Marcia, 2:29:59, de Hamburgo-2003. Carmem ainda tem 2:27:41, feito em Boston, em 1994, mas, por conta de um declive superior ao permitido, os recordes obtidos na prova não podem ser homologados, segundo a Confederação Sul-Americana de Atletismo.

Além de Adriana e do técnico Cláudio Castilho, viajaram para Portugal Sergio Celestino e Rafael Novais, vice-campeões sul-americano e brasileiro de cross country, respectivamente. Celestino corre em Lisboa como parte de sua preparação para a Maratona de Padova, na Itália, dia 22 de abril, quando tentará o índice olímpico (2:18:00).
 
 

 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook