Jogos Olímpicos e Paralímpicos ajudaram Grã-Bretanha a sair da recessão

A imprensa mundial repercutiu, nesta quinta-feira (25.10), que a economia da Grã-Bretanha saiu da recessão entre os meses de julho e setembro / Foto: Humberto Deveza / EAA imprensa mundial repercutiu, nesta quinta-feira (25.10), que a economia da Grã-Bretanha saiu da recessão entre os meses de julho e setembro / Foto: Humberto Deveza / EA

Londres - A imprensa mundial repercutiu, nesta quinta-feira (25.10), que a economia da Grã-Bretanha saiu da recessão entre os meses de julho e setembro. Um dos fatores desse resultado positivo foi a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Londres 2012. Os dados foram divulgados pelo Escritório Nacional de Estatísticas do Reino Unido.
 
De acordo com dados oficiais, o Produto Interno Bruto (PIB) registrou um crescimento de 1% no trimestre. A venda de ingressos para as Olimpíadas foi responsável por 0,2%. O aumento nas atividades de hotéis e restaurantes na capital britânica também contribuíram para o resultado. 
 
O crescimento do terceiro trimestre é o mais forte desde o mesmo período de 2007. A economia inglesa esteve em recessão nos nove meses anteriores e ainda não recuperou os níveis de produção vistos antes da crise financeira mundial de 2008.
 
A produção do setor de serviços da Grã-Bretanha - que responde por mais de três quartos do PIB - subiu 1,3% no terceiro trimestre, depois de cair 0,1% no segundo. Esse foi o crescimento trimestral mais forte desde o terceiro trimestre de 2007. A produção industrial cresceu 1,1%, a alta mais forte desde o segundo trimestre de 2010. A construção - que responde por menos de 7% do PIB- contraiu 2,5%. 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curiosidades de Londres

Curta - EA no Facebook