A maior conquista em 60 anos de história do PAN | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

A maior conquista em 60 anos de história do PAN

Bronze nos 200 m, Bruno Lins fecha o revezamento 4x100 m campeão em Guadalajara  / Foto: Wagner Carmo/CBAtBronze nos 200 m, Bruno Lins fecha o revezamento 4x100 m campeão em Guadalajara / Foto: Wagner Carmo/CBAtGuadalajara - A vitória de Solonei Rocha da Silva na maratona masculina, última prova dos Jogos Pan-Americanos 2011, disputados na cidade mexicana de Guadalajara, fez o Atletismo brasileiro superar mais um recorde. Isto porque o título de Solonei se constituiu na 10ª medalha de ouro da Seleção Brasileira, recorde em uma única edição do PAN, já que o recorde era de nove títulos, de quatro anos no Rio, nos Jogos de 2007.

Houve recorde também no número medalhas de prata, pois no México foram ganhas seis, contra cinco no Rio. Em 2007 houve mais bronzes: 9 a 7. Agora, na história de 60 anos e 16 edições do PAN, o Atletismo nacional soma 160 medalhas, ganhas de Buenos Aires 1951 a Guadalajara 2011: 56 de ouro, 45 de prata e 59 de bronze.

Com o título de Solonei, o Atletismo brasileiro fechou, assim, com ouro sua participação em Guadalajara. Aliás, a campanha começara também com ouro, ganho por Adriana Aparecida da Silva na maratona feminina, na rodada de abertura do torneio, no último dia 23.

O presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, Roberto Gesta de Melo, comemorou a vitória de Solonei e os números do Atletismo no PAN 2011. "O Solonei ajudou o Brasil a superar mais um recorde, pois o Atletismo chegou a 10 medalhas de ouro, sua maior conquista em uma única edição do PAN. No Rio, em 2007, já havíamos conseguido 9 medalhas, agora voltamos o superar o recorde", disse Gesta.

"Vitórias como a do Solonei mostram a essência do Atletismo. É um atleta que vem das camadas mais humildes da população brasileira. Ele tem a cara e o nome do povo brasileiro. Isto nos orgulha e demonstra, mais uma vez, que no Atletismo um atleta pode alcançar a inclusão, sem importar sua condição social, tipo físico ou origem geográfica", afirmou o dirigente.

Gesta ainda lembrou que a equipe brasileira cresceu em resultados, embora fosse numericamente bem menor, que há quatro anos. "No Rio, como sede, tivemos equipe completa. Aqui, o número de atletas foi menor, vieram apenas os que conseguiram os índices altamente competitivos, estabelecidos pela Confederação", lembrou. "E mesmo assim conseguimos novamente o 2º lugar no quadro de medalhas do Atletismo, atrás apenas de Cuba, e à frente da maior potência atlética do planeta, os Estados Unidos. Outro dado importante: o Atletismo foi o único esporte em que nada menos que 20 países colocaram atletas no pódio em Guadalajara, sendo que 11 fizeram campeões. E sete países alcançaram mais que um ouro. É um caso único", completou.

Em Guadalajara, o Brasil manteve a hegemonia em provas como o 4x100 m e a maratona, no masculino. Houve a consagração de nomes como Marilson dos Santos e Maurren Maggi, única mulher tricampeã dos Jogos. E a conquista do título por atletas da jovem geração, como Rosângela Santos e Ana Cláudia Lemos. E além dos ganhadores das 23 medalhas, em outras 20 provas os brasileiros ficaram entre os oito primeiros.

PÓDIO BRASILEIRO NO ATLETISMO - PAN 2011 - GUADALAJARA

Medalha de Ouro
Adriana Aparecida da Silva - maratona
Rosângela Santos - 100 m
Leandro Prates - 1.500 m
Maurren Maggi - salto em distância
Lucimara Silvestre - heptatlo
Marilson Gomes dos Santos - 10.000 m
Ana Cláudia Lemos - 200 m
4x100 m feminino - Ana Cláudia/Vanda Gomes/Franciela Krasucki/Rosângela Santos
4x100 m masculino - Ailson Feitosa/Nilson André/Sandro Viana/Bruno Lins
Solonei Rocha da Silva - maratona

Medalha de Prata
Cruz Nonata -5000 m/10.000 m
Fabiana Murer - salto com vara
Kleberson Davide - 800 m
Hudson de Souza - 3.000 m com obstáculos
4x400 m feminino - Geisa Coutinho/Joelma Neves/Bárbara de Oliveira/Jailma Lima

Medalha de Bronze
Ronald Julião - lançamento do disco
Joilson Bernardo da Silva - 5.000 m
Geisa Coutinho - 400 m
Giovani dos Santos - 10.000 m
Jefferson Sabino - salto triplo
Bruno Lins - 200 m
Sabine Heitling - 3.000 m com obstáculos

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook