Recorde histórico marca os 50 anos de Regata Volta à Ilha

Recorde histórico marca os cinquenta anos de Regata Volta à Ilha  / Foto: Green Multimídia/ICSCRecorde histórico marca os cinquenta anos de Regata Volta à Ilha / Foto: Green Multimídia/ICSC

Florianópolis - Nem os mais otimistas velejadores poderiam prever o que o sábado (8) reservava para as tripulações que participaram da histórica 50ª edição da Regata Volta à Ilha. 
 
Comemorando meio século de muitas emoções, a principal disputa de vela oceânica do estado foi premiada com um dia perfeito de velejo e após 7h43m46s, o Itajaí Sailing Team quebrou o recorde da competição, que pertencia ao Mano Champ´s - 8h43m01s - desde 2011. Com vento sul de 12-15 nós, a última etapa da Copa Veleiros de Oceano teve um altíssimo nível técnico com mais três tripulações superando a barreira das nove horas.
 
Durante todo percurso as condições de vento foram perfeitas e propícias para a quebra de recorde. Já no início Itajaí Sailing Team, Catuana Kim, Zeus Team, Katana/Portobello, Kiron 4 e Corta Vento aproveitaram as boas rajadas na Baía para velejar com velocidade até o extremo sul da ilha. Com as condições mantendo pressão, os veleiros levantaram balão e navegaram em linha reta por todo leste da ilha até a chegada ao norte. Ao passar pelo través de Jurerê, a equipe itajaiense já abria boa diferença e ao que tudo indicava a quebra de recorde era mera questão de tempo. Ao aparecer na Baía Norte, o IST acertou os últimos pontos até cruzar a linha entre a Comissão de Regatas e bóia, nas proximidades de Forte Sant´Anna, com a Ponte Hercílio Luz de fundo.
 
“Com certeza foi uma marca história e o Iate Clube de Santa Catarina está de parabéns por organizar um evento tão grandioso em uma data especial. Antes da largada as condições já mostravam que a quebra de recorde era uma possibilidade. Estamos bem contentes por poder quebrar o recorde justamente no ano que a Volta à Ilha completa 50 anos”, avalia Marcelo Gusmão, comandante da tripulação fita azul.
 
Dia de marcas inéditas - Não foi só a performance do campeão que impressionou neste sábado. Até a atual edição, apenas duas equipes haviam completado a Regata Volta à Ilha abaixo de nove horas: Mano Champ´s e Catuana Kim, ambos em 2011, ano em que o Mano Champ´s quebrou o recorde. Se em 49 anos apenas dois barcos conquistaram o feito, nesta edição quatro baixaram a marca mostrando que o dia estava realmente propício para a velejada.
 
Segunda tripulação a cruzar a linha de chegada, o Zeus Team completou o percurso em 8h49m20s, sendo essa a marca mais rápida da história feita por um barco da classe C30 na competição. “Hoje foi um dia incrível. Vento bom durante toda a regata e estabelecer marcas é sempre bacana. Foi um ano muito bacana e terminar desta maneira é melhor ainda”, comenta Inácio Vandresen, comandante do Zeus Team, campeão da classe C30.
 
Além de Itajaí Sailing Team e Zeus Team, o Catuana Kim, com 8h50m06s, e Katana/Portobello, com 8h57m27s, foram as demais tripulações a baixar a marca das 9h. Inclusive, o Catuana Kim, que com a marca garantiu a vitória na classe ORC, passou a ser a primeira equipe a conseguir o feito duas vezes, colocando mais um dado histórico nos registros da 50ª edição da Regata Volta à Ilha.
 
Após a chegada dos quatro primeiros, o dia seguiu com excelentes performances como as de Kiron (9h13m10s), Corta Vento (9h22m45s) e Absoluto (9h42m13s). Nas disputas da RGS Geral o título da competição ficou com o Missionário seguido por Gosto D´Água, enquanto na RGS Cruzeiro o campeão foi o Quival com o Sorelle na segunda posição.
 
O Jantar de Premiação da 50ª Regata Volta à Ilha acontece na próxima quarta-feira, a partir das 20h, na Sede Central do ICSC.
 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook