Caballo Loco lidera Brasileiro de C30 na Ilhabela Sailing Week

Caballo Loco ganhou a primeira prova da segunda / Foto: Marcos Méndez / Sail StationCaballo Loco ganhou a primeira prova da segunda / Foto: Marcos Méndez / Sail Station

São Paulo - As disputas desta segunda-feira (6) ficaram restritas ao Campeonato Brasileiro de C30 e à nova classe HPE 30, iniciadas sábado com as provas de percurso. O Caballo Loco, de Ubatuba (SP), vencedor da primeira regata com ventos de 60 km/h, manteve a liderança na C30 com mais uma vitória. Loyal CA Technologies e Zeus Team venceram as outras duas regatas. A HPE 30 correu duas provas com vitórias de Tahiti Nui e Carioca Júnior. 

Depois de quatro dias o sol voltou a aparecer entre nuvens nesta segunda-feira (6), um dia típico para se velejar. O vento leste soprou com rajadas de 16 nós (30 km/h) no extremo norte do Canal de São Sebastião, na raia montada após a Ponta das Canas para sete veleiros da C30 e três da classe HPE 30. 
 
"As regatas de hoje (segunda) foram muito equilibradas, muito técnicas. O vento esteve ideal. Fomos rápidos no contra-vento, mas precisamos melhorar no popa. O importante é que nos divertimos muito", avaliou o comandante do Caballo Loco, Mauro Dottori. "Temos treinado um pouco mais do que as outras tripulações, mas isso não nos coloca como favoritos. O vento forte tem colaborado para o bom desempenho do barco, regulado para essa condição", completou o timoneiro líder.
 
"O equilíbrio é uma característica da classe, por isso é mais importante manter regularidade do que ganhar regata e depois ir mal. Não há como prever favoritos, mas pela intensidade de treinos, Porsche e Caballo Loco estariam mais bem preparados", considerou o comandante do Loyal CA Technologies, atual campeão brasileiro de C30, título conquistado em 2014, em Ilhabela. 
 
Estreante veloz - A classe HPE 30 mostrou velocidade novamente a exemplo do que havia ocorrido na regata de sábado, vencida pelo Tahiti Nui. "O desempenho é muito semelhante ao do C30 e até um pouco mais rápido no vento de popa", analisou o coordenador da classe e comandante do Capatosta, Marcelo Bellotti., segundo colocado nas duas regatas do dia.
 
"O barco é ideal para se velejar no Brasil, tanto pelo tamanho (nove metros), quanto pelo preço. O mastro é de alumínio e a fabricação é 100% nacional. A bolina (quilha móvel) facilita a retirada da água e permite que o veleiro se adapte com facilidade a qualquer marina", afirmou Bellotti, que vem disputando edições anteriores da Ilhabela Sailing Week nas classes HPE 25 e Star. A partir de quarta-feira, Bellotti será subsituído no Capatosta pela irmã Renata e começa a disputar a classe Star, na Ilhabela Sailing Week, ao lado de Pedro Bolder 
 
Resultados
 
C30
1- Caballo Loco (Mauro Dottori) - 11 pontos perdidos (1+1+5+4)
2- Zeus (Inácio Vandresen) - 11 pp (3+5+2+1)
3- Porsche (Marcos de Oliveira Cesar) - 13 pp (6+2+3+2)
4- CA Technologies (Marcelo Massa) - 14 pp (2+8+1+3)
5- Barracuda (Humberto Diniz) - 17 pp (5+3+4+5)
 
HPE 30
1- Thaiti Nui (Juninho de Jesus) - 5 pp (1+1+3)
2- Capatosta (Marcelo Bellotti) - 6 pp (2+2+2)
3- Carioca Jr. (Roberto Martins) - 7 pp (3+3+1)

Veja Também: 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook