Técnico de Lipnitskaya acusa imprensa de grampear a patinadora

Yulia Lipnitskaya, em sua queda na apresentação individual em Sochi / Foto: Matthew Stockman / Getty ImagesYulia Lipnitskaya, em sua queda na apresentação individual em Sochi / Foto: Matthew Stockman / Getty Images

Rio de Janeiro - O técnico de Yulia Lipnitskaya, Eteri Tutberidze, culpou a imprensa russa pela performance aquém do esperado da jovem patindora de 15 anos no evento individual dos Jogos de Sochi. 

Após uma exibição impecável, crucial para a medalha de ouro da Rússia do torneio por equipes, a expectativa estava toda sobre Yulia. Todos esperavam que a atleta ao menos subisse ao pódio, mas durante a apresentação, Yulia caiu duas vezes e acabou terminando a competição em quinto lugar. 

Tutberidze afirmou que a imprensa russa grampeou o vestiário de Lipnitskaya em Moscou, onde ela treinou durante os eventos por equipes e individual. O técnico também acusou os jornalistas locais de seguir a família da patinadora, que vive em uma pequena vila nos Montes Urais. 

A fim de despistar a imprensa, Yulia precisou agendar inúmeros voos para que eles assim não soubessem ao certo qual seria seu itinerário. Além do mais, a atleta precisava ser escoltada para os treinos todas as noites. 

"Foi até engraçado porque nós precisamos evacuar essa garota do ringue de treinamentos. Equipamentos de escuta e grampos foram encontrados instalados no vestiário. E isso não foi feito pelos fãs", acusou Tutberidze. 

Aparentemente Lipnitskaya acabou sendo afetada pela intensa cobertura da imprensa russa. Após uma performance sem defeitos na disputa por equipes, a patinadora não conseguiu repetir o feito quando disputava sozinha uma medalha e teve uma queda decisiva na competição. 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook