Gregolry Panizo é bicampeão do Tour do Brasil

Paranaense comemora o título e sonha com a Europa / Foto: Sérgio Shibuya / ZDLParanaense comemora o título e sonha com a Europa / Foto: Sérgio Shibuya / ZDLSão Paulo (SP) - Gregolry Panizo garantiu o bicampeonato do Tour do Brasil / Volta Ciclística de São Paulo, finalizado na manhã do último domingo, dia 24 de outubro, na capital paulista.

A vitória da nona etapa ficou com Antonio "Tonho" Nascimento, de Santos, mas Panizo administrou a vantagem que tinha sobre os concorrentes e fez o suficiente para ficar com o título da sétima edição. Sua equipe, a DataRo, de Foz do Iguaçu, também garantiu o primeiro lugar da prova, que percorreu 1.069 mil quilômetros em nove dias, passando por 55 cidades do estado.

"Entrei nesta etapa com o pensamento de administrar o resultado e chegar junto com o pelotão. Deu tudo certo e agora quero comemorar muito com a equipe e minha esposa Valéria", contou o primeiro bicampeão da prova, que terminou o percurso de 50 quilômetros entre Jundiaí e São Paulo, a 2 segundos de Antonio Nascimento.

O atleta de 25 anos começou o Tour do Brasil / Volta Ciclística de São Paulo com desempenho discreto e só assumiu a camisa amarela de líder na penúltima etapa, no sábado, entre Pindamonhangaba e Campos do Jordão. "Fiquei desanimado logo após o contra-relógio (o pneu da bicicleta furou e ele terminou na 11ª posição), que é uma de minhas especialidades. Apostei tudo na montanha e neste domingo só procurei fugir de acidentes e andar junto com o pelotão".

Fã do norte-americano Lance Armstrong, o paranaense de Tupãssi, sonha em competir na Europa. "Já estou com 25 anos e sei que para competir na Europa teria de ser antes, mas o sonho continua e ainda tenho esperanças". Seu planejamento na temporada era exatamente buscar o segundo título na principal prova de ciclismo de estrada do Brasil.

"Meu objetivo sempre é vencer o Tour do Brasil e desta vez não foi diferente. É a melhor prova de estrada do País e espero ganhar mais vezes", finalizou o ciclista que participou de quatro das sete edições.

Hernandes Quadri comemora segundo título - Um dos maiores ciclistas brasileiros de todos os tempos, Hernandes Quadri Júnior, técnico da DataRo/Foz do Iguaçu, também comemorou seu segundo título. Hernandes venceu por equipes em 2004, quando ainda era atleta de Santos.

"Estou muito satisfeito com nosso trabalho, que resultou no título individual e por equipes. A minha felicidade é a mesma pelo título do Panizo, do que quando eu competia", disse o treinador de 42 anos e que encerrou a carreira de atleta em 2008.

Além de ser treinador, Hernandes exerceu a função de psicólogo logo após o contra-relógio, em São Carlos, na metade do evento. "O Panizo estava muito desanimado e tentei passar confiança. Sabia que o trecho de montanha de Campos do Jordão seria decisivo e no final tudo deu certo", relembrou o técnico da equipe, que ainda conta com a presença de Renato Seabra (3º no geral), Eduardo Pereira (27º), Murilo Afonso (32º), Renato Santos (36º), Daison Mendes (41º), Felipe Delai (43º) e Juliano Silva (91º). "Nosso time conta com atletas jovens e aponto o Murilo como uma das esperanças do ciclismo brasileiro", acrescentou.

Para a próxima temporada, Hernandes planeja inscrever a equipe nas principais provas do continente. "Além de competir nas provas do Brasil, queremos ir para eventos na Argentina, Chile, Uruguai e Venezuela", encerrou.

Antônio Nascimento vence última etapa e conquista quarto título de Montanha - Antônio Nascimento, da equipe de Santos, venceu a última etapa entre as cidades de Jundiaí e São Paulo. Terminou o percurso de 50km, com chegada na Ponte Estaiada, com o tempo de 01h05min21s, dois segundos à frente de Francisco Chamorro, da equipe de São José dos Campos. Anibal Borrajo, argentino que corre pelo time norte-americano Jamis Sutter, fechou o pódio, com o mesmo tempo de Chamorro. O atleta da baixada santista fechou a disputa na quinta colocação individual.

"Tonho" conquistou também seu quarto título de Montanha, nas sete edições do Tour. Ele já havia vencido em 2004, 2005 e 2006 e tornou-se o ciclista com maior número vitórias da competição, pois foi o campeão individual de 2004. "Eu nunca entro nas provas pensando em ganhar etapas de Montanha. As oportunidades aparecem e eu procuro aproveitar, mas sempre tomando cuidado para não prejudicar o resultado final. Fico muito feliz por ter conquistado quatro vezes a disputa de Montanha", comemorou o esportista. Numa demonstração de grande regularidade nas nove etapas deste ano, "Tonho" ficou em segundo lugar na classificação por pontos, com a mesma soma do vencedor Edgardo Simon, 40.

A equipe de Santos terminou a disputa geral, após nove trechos pedalados, na terceira posição, atrás de Foz do Iguaçu e Pindamonhangaba. "A edição deste ano foi muito disputada, com nível equilibrado e forte. Todas as etapas foram difíceis e nossa equipe lutou bastante para conquistar um lugar no pódio. Fico feliz em saber que o ciclismo está atingindo um nível cada vez maior de qualidade técnica no Brasil", explicou Antônio Nascimento.

Edgardo Simon é bi por pontos e confirma regularidade - Edgardo Simon, argentino do time Pindamonhangaba, foi o bicampeão por pontos (venceu também em 2008) e mostrou grande regularidade. Ele terminou a disputa com 40 pontos, seguido de Antônio Nascimento (40) e Flávio Santos (22). "O nível da competição foi muito alto, com equipes estrangeiras fortes. Obviamente que o objetivo era a classificação geral, mas também é muito importante essa vitória por pontos. Estou feliz com o bicampeonato", assinalou.

Na disputa individual, Edgardo terminou em oitavo. Sua equipe foi vice-campeã geral individual, com Magno Nazaret, e por equipes. É a melhor colocação do time de Pindamonhangaba, que no ano passado terminou em terceiro lugar. "Foi uma corrida ótima para nosso time. Conseguimos vitórias em cinco etapas e o saldo final foi positivo. Terminar em segundo lugar é um feito importante para nós", enfatizou o ciclista único a ganhar duas etapas neste ano - a primeira (Prudente a Assis) e a sétima (Atibaia a Pindamonhangaba).

Líder na maior parte do campeonato, Baiano se conforma com sétimo lugar - Dono da camisa amarela durante cinco etapas do Tour do Brasil, Flávio Santos Cardoso, o "Baiano", da equipe de Pindamonhangaba, perdeu a liderança na subida da montanha, em Campos do Jordão, e finalizou no sétimo lugar. Mesmo com a queda na tabela, Baiano ficou satisfeito com seu desempenho.

"Fui bem na maior parte do tempo e quero desfrutar dos momentos bons que tive. Costumo dizer que o ciclismo é imprevisível e isso se confirmou mais uma vez. Vou treinar cada vez mais para vencer o Tour do Brasil e para 2011 vou estar fortalecido", contou o campeão brasileiro de 2009.

Brasil domina primeiras posições - Os brasileiros dominaram as primeiras posições do Tour do Brasil e mostraram que estão em um momento bastante favorável. Dos 10 primeiros colocados no geral, apenas dois são estrangeiros - o oitavo colocado, o argentino de Pindamonhangaba Edgardo Simon e o décimo o neozelandês Jeremy Yates.

Nas vitórias das etapas o placar final foi favorável ao grupo internacional por 6 a 4. Edgardo ganhou duas vezes, e Alexandre Borrajo (Arg), Francisco Chamorro (Arg), Hector Figueiras (Uru) e Jeremy Yates(NZ) uma vez cada. Pelo time nacional, ganharam etapas Flávio Santos Cardoso, Magno Nazaret (contra-relógio), Gregolry Panizo e Antonio Nascimento.

Resultados da nona etapa - Jundiaí a São Paulo - 50 km (média horária de 45,907 km/h)

Individual

1- Antonio Nascimento (Memorial/Santos/Giant) - 1h05min21s (13 s bonificação)
2- Franciso Chamorro (São José dos Campos) - 1h05min23s (6 s bonificação)
3- Anibal Borrajo (Jamis Sutter/EUA) - mesmo tempo (4 s bonificação)
4- Gonzalo Miranda (OGM/Chile) - mt
5- Edgardo Simon (Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - mt
6- Michel Garcia (Memorial/Santos/Giant) - mt
7- Tyler Wren (Jamis Sutter/EUA) - mt
8- Luiz Ortiz Jr. (Seleção Paulista) - mt
9- Sean Joyce (Blackpeloton/Cicloravena/Nova Zelândia) - mt
10- Glauber Nascimento (Suzana/GTK/Ciclomania) - mt

Equipes
1- GRCE Memorial/Pref Santos/Giant - 3h16min07s
2- Jamis Sutter /EUA - 3h16min09s
3- Seleção Paulista - mesmo tempo
4- RSC Komet Ludwigsburg/Alemanha - mt
5- Blackpeloton/Cicloravena/Nova Zelândia - mt

Meta Volante
1- Antonio Nascimento (Santos)
2- Fabiano Mota (Santos)
3- Jose Astiasaran (Argentina)

Prêmio de Montanha
1- Antonio Nascimento (Santos)
2- Jeremy Yates (Nova Zelândia)
3- Halysson Ferreira (Rio Claro)

Classificação geral final - após nove etapas

Individual

1- Gregolry Panizo (DataRo/Foz do Iguaçu) - 24h56min37s
2- Magno Nazaret (Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - a 54 s
3- Renato Seabra (DataRo/Foz do Iguaçu) - a 59 s
4- Maurício Morandi (São José dos Campos) - a 1min18s
5- Antonio Nascimento (Memorial/Santos/Giant) - a 1min43s
6- Fábio Ribeiro (Suzano/GTK/Ciclomania) - a 3min27s
7- Flávio Santos Cardoso (Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - a 3min32
8- Edgardo Simon (Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - a 3min55s
9- Andre Pulini (Memorial/Santos/Giant) - a 4min02s
10- Jeremy Yates (Blackpeloton/Cicloravena/Nova Zelândia) - a 4min14s

Equipes
1- DataRo/Foz do Iguaçu - 74h57min01s
2 - Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba - a 1min54s
3- GRCE Memorial/Pref Santos/Giant - a 3min20s
4- São José dos Campos - a 8min34s
5- Avaí/FME Florianópolis/APGF - 12min38s
6- Suzano/Ecus/TTK/Ciclomania/Protec - a 14min12s
7- Velo/Seme Rio Claro - a 14min38s
8- Seleção Paulista - a 21min00s
9- Cesc São Caetano/PZ Racing/Kuruma/DKS - a 30min00s
10- BlackPeloton/Cicloravane/Nova Zelândia - 31min21

Por pontos
1- Edgardo Simon (Pindamonhangaba) - 40 pontos
2- Antonio Nascimento (Santos) - 40
3- Flávio Santos Cardoso (Pindamonhangaba) - 22

Prêmio de montanha
1- Antonio Nascimento (Santos) - 23 pontos
2- Jeremy Yates - 20 pontos
3- Gregolry Panizo (Foz do Iguaçu) - 14 pontos

Categoria Sub-23
1- Maurício Knapp (São Caetano) - 25h02min45s (16º no geral)
2- Justo Tiego (Rio Claro) - 25h03min02s (17º no geral)
3- Ramiro Gonzalez (Florianópolis) - 25h05min53s (23º no geral)
4- Eduardo Pereira (Foz do Iguaçu) - 25h07min23s (27º no geral)
5- Flávio Reblin (Florianópolis) - 25h07min47s (29º no geral)

Resultados etapa a etapa
1ª etapa - Pres.Prudente/Assis - vencedor: Edgardo Simon (Pindamonhangaba)
2ª etapa - Marília/Bauru - vencedor: Hector Figueiras (Pindamonhangaba)
3ª etapa - Bauru/São Carlos - vencedor: Flávio Santos Cardoso (Pindamonhangaba)
4ª etapa - São Carlos - contra-relógio - vencedor: Magno Nazaret (Pindamonhangaba)
4ª etapa - Rio Claro/Indaiatuba - vencedor: Alejandro Borrajo (Estados Unidos)
5ª etapa - Indaiatuba/Sorocaba - vencedor: Francisco Chamorro (São José dos Campos)
6ª etapa - Sorocaba/Atibaia - vencedor: Jeremy Yates (Nova Zelândia)
7ª etapa - Atibaia/Pindamonhangaba - vencedor: Edgardo Simon (Pindamonhangaba)
8ª etapa - Pindamonhangaba/Campos do Jordão - vencedor: Gregolry Panizo (Foz do Iguaçu)
9ª etapa - Jundiaí/São Paulo - vencedor : Antonio Nascimento (Santos)

- Total percorrido : 1.464,60 km - Total em competição : 1.069,60 km - média horária de 41,87 km/h
- 21 equipes - 14 do Brasil + Argentina, Alemanha, Chile, Estados Unidos, Nova Zelândia, Uruguai. Chegaram 20 (o Peru foi desclassificado na segunda etapa)
- Largaram 144 ciclistas e completaram 106

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook