Brasil garantiu a 14ª colocação no feminino

A seleção feminina de Polo Aquático do Brasil encerrou na manhã desta segunda-feira, 24/7 garantindo a 14ª colocação / Foto: CBDA/DivulgaçãoA seleção feminina de Polo Aquático do Brasil encerrou na manhã desta segunda-feira, 24/7 garantindo a 14ª colocação / Foto: CBDA/Divulgação

Budapeste - A seleção feminina de Polo Aquático do Brasil encerrou na manhã desta segunda-feira, 24/7, sua campanha no 17º Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos, garantindo a 14ª colocação. No ultimo jogo, as meninas perderam para o Japão, pelo placar de 9 a 11 (parciais 2:2, 2:6, 2:1, 3:2) em um jogo disputado até os momentos finais.
 
Em um começo mais equilibrado, em que as duas equipes ainda buscavam analisar a partida, o Brasil fez dois gols, com Diana Abla e Mariana Duarte, e tomou dois, no único período em que a partida esteve empatada.
 
Após um apagão do time brasileiro, as japonesas dominaram o segundo período, principalmente nos quatro primeiro minutos, em que com ritmo mais acelerado, surgiam com facilidade frente a frente com a goleira brasileira, Victoria Chamorro, que pouco podia fazer, e mesmo tendo êxito em algumas defesas, as adversárias marcaram seis gols. Após o tempo pedido pelo treinador brasileiro, Duda Abla, o time mostrou reação e Diana Abla marcou o terceiro e, em um raro momento de troca de bola ofensiva, Samantha Ferreira fez seu gol. 
 
A capitã, e atleta mais experiente da equipe, Marina Zablith, tentava arrumar a equipe de dentro d'água e colocou uma bola na trave. Na defesa, Victoria Chamorro teve mais êxito nas suas defesas e, em um contra-ataque, Diana Abla marcou mais um. Faltando um minuto e meio, Diana fez o sexto do Brasil, desta vez de pênalti. Nos últimos segundos, em um tiro longo, as japoneses marcaram seu único gol no período.
 
- No começo entramos um pouco lentas, dispersas, e tomamos muito contra-ataque e no final do jogo corremos atrás, mas não foi suficiente. Esse é meu segundo Mundial e foi bem legal, a estrutura é bem profissional. É ruim perder para o Japão, um time que a gente ganhava, parece que voltamos um degrau, mas o time é bem novo, com meninas de 16 anos, e temos muito o que aprender - analisou Mariana Duarte.
 
Nos minutos mais emocionantes e com três gols de diferença, as brasileiras voltaram para o ultimo quarto buscando os gols e no primeiro minuto, Mariana Duarte fez diminuir a diferença. Em uma ligação direta entre goleira e ataque, ao receber passe de Leticia Belório, Mariana Duarte marcou o oitavo gol do Brasil. As japonesas aumentaram a diferença, mas no lance seguinte, Mylla Bruzzo, de rebote, colocou o time de volta no jogo, apenas um gol atrás. Nem o 11º gol do Japão fez diminuir o ímpeto das brasileiras e Vivi  colocou uma bola na trave.
 
- No começo ficamos confusos com a marcação deles, não deveríamos porque estávamos preparados. Depois conseguimos uma reação, mas não conseguimos manter. Com 15 dias de treinamento faltou fôlego no fim, mas elas brigaram até o final, o que me deixou mais animado. Agora temos que trabalhar – comentou o treinador do Brasil, Eduardo Abla.
 
O Brasil disputou uma série de cinco jogos na competição e somou quatro derrotas e uma vitória, contra a África do Sul. Na disputa das últimas colocações, o Cazaquistão terminou em 15º ao vencer as sul-africanas por 6 a 4. Na próxima quarta-feira, 26/7, Holanda, atual vice-campeã mundial, vai disputar o 9º lugar contra a China (5º colocada em Kazan). Já a Nova Zelândia encerra a participação contra a França, a exemplo do Mundial anterior. Mas agora valendo a 11ª posição, quando em Kazan o jogo foi pelo 13º lugar e foi vencido pelas neozelandesas.  
 
Seleção Brasileira 
1 Victoria Chamorro, 2 Diana Abla, 3 Marina Zablith, 4 Julia Souza, 5 Ana Alice Amaral, 6 Kemily Leão, 7 Samantha Ferreira, 8 Mylla Bruzzo, 9 Melani Dias, 10 Viviane Bahia, 11 Mariana Rogê Duarte, 12 Leticia Belorio, 13 Raquel Sá
Técnico: Eduardo Abla
 
Resultados do Brasil
Brasil 4 x 11 China
Brasil 4 x 18 Itália
Brasil 6 x 16 Canadá
Brasil 17 x 8 África do Sul
Brasil 9 x 11 Japão
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook