Teste para Xangai e Guadalajara

Com rotinas (coreografias) que serão usadas no Mundial dos Esportes Aquáticos de Xangai e nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, o Brasil estreia na semana que vem no Brazil Synchro Open, disputado no RJ / Foto: CBDA / Satiro SodréCom rotinas (coreografias) que serão usadas no Mundial dos Esportes Aquáticos de Xangai e nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, o Brasil estreia na semana que vem no Brazil Synchro Open, disputado no RJ / Foto: CBDA / Satiro SodréRio de Janeiro – Com rotinas (coreografias) que serão usadas no Mundial dos Esportes Aquáticos de Xangai, em julho, e nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em outubro, o Brasil estreia na semana que vem, de 3 a 5 de junho, na piscina do Parque Aquático Júlio de Lamare, o Brazil Synchro Open ou Aberto do Brasil de Nado Sincronizado.

Além da equipe verde e amarela, Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Colômbia e Aruba disputarão a competição que pretende, a partir de 2011, atrair todos os anos grandes nações da modalidade para competir no país.

Sob um forte domínio russo desde o início dos anos 2000, o nado sincronizado tem Estados Unidos e Canadá como os países pioneiros da modalidade e que, ainda hoje, são grandes equipes no contexto mundial. As americanas são donas de nove medalhas olímpicas (5 ouros, 2 pratas e 2 bronzes) e as canadenses subiram em oito ocasiões  no pódio dos Jogos Olímpicos (3 ouros, 4 pratas e 1 bronze). A França sete vezes medalhista mundial (3 ouros, 2 pratas e 4 bronzes) é outra escola importante do esporte.

A competição terá para o Brasil uma função estratégica importante, além de testar as rotinas que serão usadas nas duas principais competições do ano, será uma oportunidade rara de apresentação da seleção em casa, em evento de nível internacional.

Depois do Brazil Synchro Open a seleção embarca no dia seguinte, 6/06, para o Torneio Aberto de Savona, na Itália, onde espera confrontar com outra equipe de peso nos Jogos Pan-Americanos: o México.

- Participamos de competições abertas da França e da Alemanha, em março, que foram muito importantes para determinar o que precisava ser mudado. São praticamente outras rotinas que temos agora, muito mais fortes – disse a coordenadora de seleções da CBDA, Mônica Rosas.

A seleção brasileira que disputará no Brasil e na Itália será formada por Giovana Stephan (solo, equipe e reserva do dueto), Lara Teixeira e Nayara Figueira (dueto e equipe), Lorena Molinos, Maria Eduarda Pereira, Michelle Frotta, Pamela Nogueira, Jéssica Noutel, Josiane Martins e Maria Bruno (equipe). Andreia Curi é a técnica do dueto e Maura Xavier e Roberta Perillier treinam a equipe.

O Brazil Synchro Open será realizado com recursos dos Correios, Bradesco/Lei e Incentivos Fiscais, Lei Agnelo/Piva e Speedo.

Brazil Synchro Open – Programação

01 e 02/06
Quarta e Quinta-Feira
Treino Oficial: 7h00–19h00

03/06 – Sexta-Feira
Solo Técnico: 9h00-10h00
Cerimônia de Abertura: 10h30-10h50
Rotina Combinada: 12h20-12h40
Dueto Técnica: 18h15-19h15

04/06 – Sábado
Equipe Técnica: 9h10-10h00
Solo Livre: 12h10-13h00
Treino Oficial: 16h00-20h00

05/06 – Domingo
Equipe Livre: 9h10-10h00
Dueto Livre: 12h10-13h00
Premiação: 13h15

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook