Controle de Doping do Pan irá "testar" um em cada quatro atletas

Poliana Okimoto durante exame anti-doping. Em Guadalajara, serão feitos cerca de 1700 exames / Foto: Esporte Alternativo  Poliana Okimoto durante exame anti-doping. Em Guadalajara, serão feitos cerca de 1700 exames / Foto: Esporte Alternativo Guadalajara - Os Jogos Pan-americanos de Guadalajra 2011 terão um total de 1.700 exames de controle de dopagem. A informação foi divulgada neste domingo, dia 9, na reunião do Comitê Executivo da Organização Desportiva Pan-americana (ODEPA). Serão realizados 1.400 testes de urina e 300 exames de sangue.

 

O presidente da ODEPA, o mexicano Mario Vázquez Raña, falou à imprensa após o encerramento dos trabalhos sobre a expectativa os Jogos Pan-americanos de Guadalajara, que começam na sexta-feira, dia 14.

Alguns números novos foram apresentados, como o total de atletas. Agora, são 6003 competidores (sete a mais que o número anterior divulgado) de 42 países inscritos em 36 esportes - que terão 15 disciplinas classificatórias para os Jogos Olímpicos Londres 2012. "Eu me sinto muito satisfeito pelo Comitê Organizador dos Jogos Pan-americanos ter feito um bom programa de competição", afirmou o presidente Vázquez Raña.

Os acréscimos de atletas, especialmente no hipismo, tiveram a concordância da ODEPA. "Na última hora houve a chance de termos mais atletas. E a razão de ser de todos nós aqui são os atletas. O hipismo classifica para Londres, o Comitê Organizador fez uma consulta e a ODEPA concordou", explicou.

Don Mario se mostrou feliz por ver os Jogos novamente no México. "Para mim, tem uma importância muito grande, mas é como em tudo que faço. Sempre trabalhei com muito carinho e afeto pelo esporte", destacou. No entanto, o presidente da ODEPA ainda se mostrou preocupado com alguns pontos relativos aos Jogos.

Notadamente a homologação da pista de atletismo Estádio Telmex de Atletismo, que ainda não ocorreu. "Creio que vamos conseguir resolver este problema até terça-feira, dia 11, quando a Federação Internacional de Atletismo deve inspecionar a pista", revelou. "Esperamos que seja homologada, para benefício dos atletas. No entanto, mesmo que não seja, as competições serão realizadas", enfatizou. Se a pista não for homologada as marcas e os recordes obtidos pelos atletas pan-americanos não serão validados.