Sem recorde, Bolt conquista segundo ouro no Rio 2016

Bolt venceu, mas ficou bem abaixo de seu recorde mundial nos 200m / Foto: Patrick Smith/Getty ImagesBolt venceu, mas ficou bem abaixo de seu recorde mundial nos 200m / Foto: Patrick Smith/Getty Images

Rio de Janeiro - Duas já foram, falta mais uma. Usain Bolt conquistou nesta quinta-feira (18) sua segunda medalha de ouro no Rio 2016, o que o deixa a um passo de completar o inacreditável triplo-triplo. Na prova dos 200m, no Estádio Olímpico, só faltou ao jamaicano quebrar o próprio recorde mundial, como havia planejado. 

Bolt completou a prova em 19,78s, 59 décimos de segundo abaixo dos 19s19 que ele registrou em 2009, em Berlim. Ao final, ele demonstrou insatisfação com a marca, apesar da vitória. A medalha de prata foi para Andre de Grasse, do Canadá, e o bronze, para o francês Cristophe Lemaitre.

Jamaicano venceu os 200m em 19,78s, deixando para trás o canadense Andre de Grasse, que ganhou a prata / Foto: Paul Gilham/Getty ImagesJamaicano venceu os 200m em 19,78s, deixando para trás o canadense Andre de Grasse, que ganhou a prata / Foto: Paul Gilham/Getty Images

Com o ouro desta quinta-feira, Bolt chega a oito em Jogos Olímpicos, com a chance de acrescentar mais um à coleção. Ele corre na sexta-feira, com a equipe jamaicana, a final do revezamento 4x100m, prova que também venceu em Pequim 2008 e Londres 2012.
 
Medalhas e recordes - Também o Brasil competiu e conseguiu um ótimo resultado. No arremesso de peso, Darlan Romani ficou com a quinta posição e quebrou o recorde brasileiro, com 21,02m. Na semifinal ele havia arremessado a 20,94m. 
 
O ouro e o novo recorde Olímpico ficaram com o americano Ryan Crouser, com a marca de 22,52m. Joe Kovacs, também dos EUA, levou a prata, e o bronze ficou com Thomas Walsh, da Nova Zelândia. 
 
A primeira medalha do dia tinha sido definida no 400m com barreira, prova vencida pelo americano Kerron Clement. Boniface Tumuti, do Quênia, e Yasmani Copello, da Turquia, completaram o pódio. Na final da prova feminina, a vitória foi de Dalilah Muhammad, dos Estados Unidos, com a dinamarquesa Sara Petersen em segundo e a americana Ashley Spencer em terceiro. 
 
Também para os Estados Unidos foi o ouro do decatlo, com Ashton Eaton. Kevin Mayer, da França, levou a prata, e Damian Warner, do Canadá, ganhou o bronze.
 
Veja Também: 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook