Sem clube, Ana Marcela pode também perder técnico

Ana Marcela Cunha / Foto: Divulgação / CBDAAna Marcela Cunha / Foto: Divulgação / CBDA

Rio de Janeiro – A esperança brasileira de medalha na maratona aquática nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, estará sem clube a partir do dia 01 de novembro. A atleta, cuja carreira é administrada pelos pais, não chegou a um acordo com o Sesi-SP e está em negociação com outros clubes brasileiros.
 
“Quem fez essa lambança foram os pais delas. Ela já deixou clara a vontade de continuar a parceria. Ela quer seguir treinando comigo, e eu quero seguir dando treinos para ela. Como eles vão montar isso? Não sei”, afirmou o atual técnico da atleta, Fernando Possenti, ao UOL Esporte.
 
Aos 23 anos, a medalhista de bronze no Mundial de Kazan na prova dos 10km, é treinada por Possenti, contratado do Sesi, junto com uma equipe, de sete nadadores. “Eu comecei aqui sozinho há sete anos e sou concursado. Se for para sair, não pode ser para ficar só com ela. Se eu ficar só com ela, os pais podem ter outro surto de idéias mirabolantes e me deixar sem ninguém”, critica.
 
Possenti já não esteve presente na conquista do 15º pódio consecutivo de Ana Marcela na etapa da China na Copa do Mundo de maratonas aquáticas, neste mês de outubro. “Eu não fui por toda a problemática que se criou. O Sesi entendeu que eu não tenho só ela de atleta, e eu não podia deixar os outros seis que treinam comigo para acompanhar alguém que estava cumprindo aviso prévio. Sou funcionário daqui", relatou, explicando porém que foi possível fazer um acompanhamento remoto com Ana Marcela.
 
Fazer um plano conjunto com um mesmo profissional é um passo importante na conquista de bons resultados. As medalhista de ouro e prata da prova de Ana Marcela no mundial, por exemplo, treinam com um mesmo profissional.
 
"Estou aguardando um posicionamento dos pais dela ainda. Eles ficaram de buscar algo, mas não me apresentaram nada. Espero que isso se resolva logo porque a Olimpíada está batendo na porta. Todas as adversárias dela estão se preparando com tranquilidade, sabendo o que fazer. Eu tenho todo o planejamento comigo, mas não sei se vou poder executar", finalizou o técnico.
 
Ana Marcela acumula ótimos resultados na sua modalidade. Só em Kazan 2015 foram três medalhas. Além do bronze nos 10km, conquistou uma prata na prova de 5km e foi campeã nos 25km, prova não olímpica. Com três pódios de outros mundiais, a atleta é a melhor brasileira em campeonatos desse nível de esportes olímpicos.
 
Veja Também: