Tiro com arco estreia nessa segunda em Guadalajara

A equipe brasileira de tiro com arco começa nesta segunda-feira, dia 17, a partir das 10h30 (13h30 de Brasília), no Estádio Pan-americano de Tiro com Arco / Foto: Wagner Carmo / Inovafoto / COBA equipe brasileira de tiro com arco começa nesta segunda-feira, dia 17, a partir das 10h30 (13h30 de Brasília), no Estádio Pan-americano de Tiro com Arco / Foto: Wagner Carmo / Inovafoto / COBGuadalajara - A equipe brasileira de tiro com arco começa nesta segunda-feira, dia 17, a partir das 10h30 (13h30 de Brasília), no Estádio Pan-americano de Tiro com Arco, o seu grande desafio na temporada: conseguir a melhor participação deste esporte na história dos Jogos Pan-americanos.

 Para atingir tal objetivo, foi feito um investimento em dois centros de treinamentos: Maricá, que visa à formação e novos atletas, e de Campinas, onde os arqueiros permaneceram em treinamento em tempo integral até a chegada em Guadalajara.

Seis atletas foram convocados pelo técnico coreano Lim Heeik para integrar a Seleção Brasileira de Tiro com Arco nestes XVI Jogos Pan-americanos: Luis Gustavo Trainini, Fabio Emilio, Daniel Xavier (masculino), Sarah Nikitin, Michelle Acquesta e Fátima Rocha (feminino).

Segundo o chefe de equipe, Rubens Vasconcelos, a estrutura montada em Campinas é um grande diferencial para a obtenção de resultados já em Guadalajara.

"O técnico Lim Hee Sik realizou um trabalho muito forte na preparação dos atletas, pois o centro de treinamento tem realmente um nível de estrutura nunca antes oferecido aos arqueiros brasileiros", enfatizou Rubens Vasconcelos.

Mesmo sabendo que os brasileiros terão que brigar muito contra os países favoritos (Estados Unidos e México), o chefe da equipe de tiro com arco espera bons resultados em Guadalajara, tanto no masculino quanto no feminino.

"Não descarto a possibilidade de brigar pelo pódio nestes Jogos Pan-americanos com Daniel Xavier e Sarah Nikitin", pontuou Rubens.

Tamanha expectativa deve-se ao bom desempenho destes atletas no Mundial de Tiro com Arco, disputado em julho, em Turim, na Itália. Tanto Daniel quanto Sarah fizeram boa pontuação. A arqueira, de 22 anos, conseguiu, inclusive, a marca de + 1.300 pontos no Mundial, pontuação jamais alcançada por qualquer mulher brasileira nesta modalidade esportiva.

"A dificuldade maior está no fato de norte-americanos e mexicanos estarem no Pan com suas equipes principais. Mas isso não abala nossa confiança", frisou Sarah Nikitin, que participará do seu segundo Pan-americano.

O objetivo de levar a equipe para o Centro de Treinamento da CBTARCO na fase que antecedeu a disputa dos Jogos Pan-americanos foi fazer com que os atletas pudessem se dedicar em tempo integral à prática do esporte.

Toda infraestrutura oferecida, como equipamentos e viagens, visa à manutenção de atletas e também à formação de futuros arqueiros para os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook