Gestor do tiro com arco será o representante brasileiro em curso de capacitação internacional

O gestor operacional do Plano Nacional de Tiro com Arco Rio 2016, Jener Sato, será o representante do Brasil em um curso de capacitação internacional promovido pelo Comitê Olímpico dos Estados Unidos / Foto: CBTARCOO gestor operacional do Plano Nacional de Tiro com Arco Rio 2016, Jener Sato, será o representante do Brasil em um curso de capacitação internacional promovido pelo Comitê Olímpico dos Estados Unidos / Foto: CBTARCOSão Paulo - O tiro com arco acaba de ganhar mais um incentivo para o desenvolvimento da modalidade no País. O gestor operacional do Plano Nacional de Tiro com Arco Rio 2016, Jener Sato, será o representante do Brasil em um curso de capacitação internacional promovido pelo Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC, na sigla em inglês) em parceria com a Universidade de Delaware. Ele terá apoio da Solidariedade Olímpica Internacional (SOI).

Sato foi indicado ao chamado International Coaching Enrichment Certificate Program (ICECP) pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e pela Confederação Brasileira de Tiro com Arco (CBTARCO). Sua candidatura ocorreu no âmbito do Programa de Desenvolvimento da Estrutura de Treinamento (PDET), da Solidariedade Olímpica - Brasil, e do planejamento estratégico do COB.

De acordo com o gestor operacional, o projeto inscrito no treinamento aborda a utilização de uma ferramenta de gestão esportiva para técnicos e possibilitará a transferência de conhecimento entre os centros regionais. "Ele será o meio para que possamos implantar e monitorar a metodologia do PDET no Brasil. A intenção é contribuir para diminuir a distância administrativa e técnica que existe entre os treinadores", afirmou Sato.

Serão sete meses de curso, com início em 1º de outubro. Além das aulas presenciais e à distância, o brasileiro fará intercâmbio com alunos de diferentes países, estágio prático e conhecerá o Centro de Treinamento americano. "Com este trabalho buscamos uma capacitação combinando teoria, prática e benchmarking, visando aumentar as chances de sucesso na implantação dos projetos no país", disse a Supervisora da Solidariedade Olímpica - Brasil, Renata Carneiro.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook