Daniel Xavier quer aproveitar experiência adquirida em Londres para brilhar em 2016

Daniel Xavier/ Foto: DivulgaçãoDaniel Xavier/ Foto: Divulgação 

Londres- Único representante do Brasil na disputa do tiro com arco em Londres 2012, Daniel Xavier deu adeus à competição nesta terça-feira, na primeira rodada da fase eliminatória no Lord’s Cricket Ground. O arqueiro brasileiro travou um duelo equilibrado com o polonês Rafal Dobrowolski, mas acabou derrotado por 7 sets a 3 e não conseguiu a vaga nas oitavas de final do torneio olímpico, resultado que seria inédito na história do país na modalidade.

 

“Não estou satisfeito com meu desempenho, achei que podia chegar mais longe, pelo menos até o terceiro dia. Mas ele está atirando muito bem aqui e tem muito mais experiência, enquanto nós estamos apenas iniciando um trabalho no Brasil. Acho que precisamos de mais tempo para mostrar um bom resultado”, disse Daniel, que leva na mala lições valiosas de olho nos Jogos do Rio 2016. “Aprendi muito e volto com muito mais experiência. A chance de vivenciar uma Olimpíada, ver toda essa estrutura que cerca os atletas e de se acostumar com esse ambiente é muito importante. A gente precisa disso no Brasil para crescer e evoluir a cada dia”.
 
Depois de ficar em 51º lugar na prova classificatória da última sexta-feira, que serviu para ranquear os arqueiros e definir as chaves da fase eliminatória, Daniel teve pela frente um rival de alto nível logo em sua estreia nesta terça. Dobrowolski, que se classificou em 14º, ficou com o quinto lugar na disputa por equipes dos Jogos de Pequim 2008 e terminou em 14º lugar na disputa individual.
 
Apesar da maior experiência do adversário, o brasileiro começou melhor e venceu o primeiro set por 27 a 23. O polonês, entretanto, logo se recuperou e venceu o segundo e terceiro sets. Daniel voltou a equilibrar o confronto ao marcar dez pontos em dois dos três tiros do quarto set, que terminou empatado em 28 a 28. Com o placar em 5 a 3, o brasileiro precisava de um bom desempenho no quinto set, mas viu Dobrowolski levar a melhor por 27 a 26, confirmando a vitória por 7 a 3.
 
“Comecei com a alça de mira um pouco para a esquerda, assim como ele, e não consegui ajustar na hora certa. Acabou muito rápido”, lamentou Daniel. “Ali vai muito do momento, se você está um pouco desconcentrado, com algum tipo de problema, não dá tempo de recuperar”.

 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook