Maratonistas competem por índices olímpicos

Solonei, maratonista ouro no Pan de Guadalajara / Foto: Wagner Carmo / CBAt Solonei, maratonista ouro no Pan de Guadalajara / Foto: Wagner Carmo / CBAt São Paulo - A dez dias do final do prazo para a obtenção do índice para a disputa da maratona na Olimpíada de Londres, alguns atletas ainda se preparam para conseguir as marcas e, mais ainda, ficar entre os três primeiros colocados no Ranking Brasileiro, os quais serão convocados pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

O único pré-convocado na prova dos 42.195 m é o brasiliense Marilson Gomes dos Santos, que ficou entre os 30 melhores do Ranking Mundial de 2011 ao completar a Maratona de Londres em 2:06:34. Este ano, ele volta às ruas londrinas para tentar melhorar ainda mais a sua marca. Ele participa da prova do próximo domingo, chamada de Virgin London Marathon.

"A preparação toda está sendo feita para a Olimpíada de Londres, mas tivemos um cuidado especial para a prova deste domingo, com boas avaliações na Meia Maratona de São Paulo e na Meia Maratona de Nova York", comentou o técnico Adauto Domingues. "Ele fez a prova americana em 1:01, o que atingiu plenamente os nossos objetivos".

Bicampeão da Maratona de Nova York e tricampeão da Corrida Internacional de São Silvestre, Marilson, da BM&FBovespa, é o maior fundista da história do atletismo brasileiro, com atuações consistentes em boa parte da carreira. No ano passado, por exemplo, ganhou a medalha de ouro nos 10.000 m do PAN de Guadalajara.

Além de Marilson, outro brasileiro inscrito em Londres é Solonei Rocha da Silva, que ganhou ouro na maratona dos Jogos Pan-Americanos do México. Ao contrário do brasiliense, já qualificado, o paulista tem de correr a prova em menos de 2:12 para tentar se garantir entre os três primeiros. "Estou treinando para esta prova desde o ano passado e espero cumprir tudo o que for planejado pelo meu técnico", disse Solonei, referindo-se a Clodoaldo Lopes do Carmo.

Solonei, do Pinheiros/Asics, completou 30 anos nesta quarta-feira 18 e sonha com a classificação olímpica como o seu maior presente de aniversário. "Recebi tantas palavras de apoio e saibam que vou me doar de corpo e alma para fazer uma boa prova no domingo", completou.

Clodoaldo está animado, apesar das previsões de temperatura em torno de 10 graus e de chuva no horário da prova. "O Solonei está muito bem treinado e se pegasse uma maratona em condições normais estaria pronto para completá-la em 2:09. Por causa do frio, mudamos os planos e ele vai tentar correr em 2:11:30. Se completar bem a primeira metade, ele poderá forçar um pouco mais o ritmo na segunda", completou o ex-atleta olímpico dos 3.000 m com obstáculos.

Outro grupo de corredores do Pinheiros/Asics disputa a Maratona de Padova, na Itália, também no domingo. Sérgio Celestino, Rosangela Farias e Michele Chagas também buscam o índice. No feminino, apenas Adriana Aparecida da Silva assegurou qualificação ao correr em Tóquio 2:29:17. O índice é de 2:30:07.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook